Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
18/10/2003 - 08h42

Arcaico, Aristarain desafia a lucidez em "Lugares Comuns"

Publicidade

SYLVIA COLOMBO
editora-adjuntda da Ilustrada

O cineasta veterano argentino Adolfo Aristarain, 60, não esconde. Seu filme é um amontoado de clichês. Lugares-comuns que surgem quando as convicções de cada um esvaziam-se de significado. Quando valores que pareciam reger a sociedade desconstróem-se por conta do empobrecimento material. Dar-se conta desse processo é ao mesmo tempo dádiva e tragédia. E o preço a pagar pela lucidez é o tema deste "Lugares Comuns".

Fernando é um professor de literatura sexagenário obrigado a aposentar-se por causa da crise e por suas convicções políticas. Com a mulher, tem de se acostumar a uma nova vida e ao fato de que, apesar de sua erudição, é agora um inútil para a sociedade.

Vendem o apartamento em Buenos Aires e mudam-se para o campo, abrindo mão de hábitos e convivência urbanos. Tentam ainda outra forma de sustento --produzir perfumes--, mas logo percebem a nulidade de seus atos. O que se segue é um mergulho do casal em suas antigas convicções, primeiro políticas, depois emocionais, sem que a redenção pareça --e não é-- possível.

Aristarain é um veterano do cinema argentino, espécie de patriarca da hoje celebrada "buena onda". Seus filmes têm a sempre turbulenta Argentina dos últimos 30 anos como pano de fundo.

Em "Lugares Comuns", porém, a instabilidade nacional mostra-se mais sutil do que no restante da atual produção do país vizinho.

Convencional na forma e cuidadoso na elaboração da narrativa e dos diálogos, o diretor centra sua atenção nas reações dos personagens diante das adversidades e do desmoronamento de suas ilusões.

Apoiado num texto quase literário --o monólogo de abertura e a conversa do protagonista com uma estranha sobre amor e sexo são dignos das páginas de um bom romance--, o filme soa antiquado e dispensa ousadias estilísticas. Seu mérito está na obsessão --bem-sucedida-- por construir uma bela história.

Avaliação:

Lugares Comuns (Lugares Comunes)

Especial
  • Veja a programação, sinopses e as notícias da Mostra BR de Cinema de São Paulo
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página