Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
23/02/2004 - 20h13

Saiba mais sobre Pedro Bloch

Publicidade

da Folha Online

Nascido na Ucrânia em 1914, Pedro Bloch escreveu mais de cem livros, entre trabalhos científicos e de divulgação, peças de teatro e literatura infantil --este último compõe quase a metade do total.

Jornalista, músico, teatrólogo e médico, Bloch formou-se em medicina em 1937 na Faculdade Nacional de Medicina. Especialista em foniatria (fonoaudiologia), atendia, principalmente crianças, de onde, dizia ele, tirava inspirações para os seus mais de 50 livros sobre literatura infanto-juvenil.

No teatro, seu grande sucesso foi "As Mãos de Eurídice", que estreou em 13 de maio de 1950. Encenada mais de 60 mil vezes em mais de 45 países, a peça fez de Bloch, o dramaturgo brasileiro mais traduzido e representado no exterior.

Dois anos depois emplacou outro sucesso: "Dona Xepa", que anos mais tarde, adaptada por Gilberto Braga, foi novela na Rede Globo. Como jornalista, Bloch foi colaborador da revista "Manchete" e do jornal "O Globo".

O interesse de Pedro Bloch pelo teatro começou a surgir quando, ainda criança, conheceu atores e compositores, como Noel Rosa e Catulo da Paixão Cearense, que se reuniam em sua casa. O pai, recém chegado da Ucrânia estimulava o seu gosto por arte.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página