Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
09/01/2009 - 15h08

Empresário volta atrás e descarta planos para a volta do Led Zeppelin

Publicidade

colaboração para a Folha Online

A esperança dos fãs do Led Zeppelin de verem a banda reunida novamente em turnê durou menos de 48 horas. Em nova entrevista divulgada nesta sexta-feira, o empresário do guitarrista Jimmy Page, Peter Mensch, disse que fracassaram os planos para a banda voltar a tocar junto com um novo vocalista, que substituiria Robert Plant.

Murad Sezer/AP
Plant e Jimmy Page em show na Turquia, em 1998; vocalistas substitutos não funcionaram
Plant e Jimmy Page em show na Turquia, em 1998; vocalistas substitutos não funcionaram

Na quarta-feira (7), Mensch havia dito na radio BBC6 sobre um possível volta da banda, inclusive com a gravação de um novo álbum, mas sem Plant.

"O Led Zeppelin acabou. Se vocês não viram eles em 2007, vocês perderam. Está feito. Não posso ser mais claro que isso", declarou Mensch ao site Music Radar.

Depois de longa data separados, Jimmy Page, Robert Plant, o baixista John Paul Jones e Jason Bonham --filho do baterista original John Bonham-- se reuniram em uma apresentação única em dezembro de 2007.

Mensch confirmou que no segundo semestre do ano passado, Robert Plant disse-lhe que não tinha a intenção de voltar ao Led Zeppelin e que continuaria trabalhando em sua parceria com o artista de bluegrass Alison Krauss. Nesta época, vocalistas substitutos começaram a ser testados para gravar e viajar com os outros integrantes.

"Eles tentaram alguns cantores, mas nenhum funcionou", disse Mensch. "Foi isso. A coisa toda está acabada agora. Não há absolutamente nenhum plano para que eles continuem. Zero. Francamente, eu gostaria que todo mundo parasse de falar sobre isso", insistiu o empresário.

Quando perguntado sobre que projetos Jimmy Page poderia estar trabalhando para 2009, Mensch respondeu: "Foda-se se eu sei. Estou esperando para saber".

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página