Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
25/08/2006 - 15h51

UE pede que países digitalizem patrimônio cultural

Publicidade

da Ansa, em Bruxelas

A Comissão Européia recomendou nesta sexta-feira a todos os Estados membros da UE (União Européia) que procurem disponibilizar com rapidez seu patrimônio cultural de forma digitalizada, para respeitar o objetivo de criar até 2010 uma biblioteca digital que conte com um arcevo de pelo menos 6 milhões de obras.

Por meio da colaboração entre público e privado, os vários Estados deverão disponibilizar na rede o conteúdo em formato digital e "agir em vários setores, das temáticas ligadas aos direitos autorais à conservação sistemática dos conteúdos digitais, para garantir o acesso a longo prazo de tal material", lê-se em um comunicado da Comissão da UE.

Até agora, está disponível em formato digital apenas um pequeno percentual do patrimônio cultural dos Estados membros.

"O nosso objetivo é criar uma verdadeira biblioteca digital européia que constitua um ponto de acesso plurilingue aos recursos culturais europeus em formato digital", declarou Viviane Reding, Comissária responsável pela Sociedade da Informação e dos Media.

Dessa forma, praticamente todos os arquivos, museus e bibliotecas européias, que sozinhas reunem cerca de 138 milhões de obras registradas, poderão coligar seu conteúdo digital à biblioteca digital européia, que disponibilizará o material a todos os cidadãos do mundo.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre arquivos digitais
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página