Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
15/02/2007 - 09h53

Renato Russo inspira filme com ares de tragédia greco-brasileira

Publicidade

THIAGO NEY
da Folha de S.Paulo

Uma tragédia greco-brasileira. Assim será o teor de "Faroeste Caboclo", filme que tem como argumento a letra de mesmo nome da música épica da Legião Urbana.

O longa, que está em fase de produção, será dirigido por René Sampaio com base em roteiro de Paulo Lins (que escreveu "Cidade de Deus").

Otávio Dias de Oliveira/Folha Imagem
Renato Russo, vocalista da banda Legião Urbana, durante show em 1994
Renato Russo, vocalista da banda Legião Urbana, durante show em 1994
"A história tem vários elementos da tragédia. Um herói que busca um caminho para viver, mas o destino o faz tomar outro rumo", diz Sampaio, 33, sobre este que será seu primeiro longa-metragem.

O orçamento de "Faroeste Caboclo" é de R$ 4 milhões ("O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias" custou, por exemplo, cerca de R$ 5 milhões). Bianca de Felippes, produtora da Gávea Filmes, está atualmente em fase de captação de recursos.

A realização do longa envolveu imbróglio entre a Gávea Filmes, a família de Renato Russo (1960-1996), autor da letra, e a editora Tapajós, dona do direito autoral da canção.

No início do mês, o juiz Francisco Peçanha Martins, do STJ, negou liminar da editora para impedir a realização do longa. A editora alega que é ela, e não a família de Russo, quem deveria ter negociado o argumento do filme com a produtora. O processo aguarda sentença final.

A Gávea Filmes toca o projeto ao lado da Legião Urbana Produções Artísticas, empresa da família de Russo.

Se não conseguir negociar a canção, Bianca de Felippes afirma que fará o filme sem incluir a música na trilha. "Não compramos o fonograma, mas o argumento da música, sua história", diz ela.

A letra de "Faroeste Caboclo" narra a saga de João de Santo Cristo. Vindo de Salvador, ele chega a Brasília e passa a traficar drogas. Apaixona-se por Maria Lúcia e envolve-se em um duelo com outro traficante, Jeremias.

Elenco desconhecido

Segundo René Sampaio, as filmagens de "Faroeste Caboclo" --que devem acontecer na Bahia e em Brasília-- têm previsão de começar neste ano. O elenco não está definido.

"Queremos uma cara nova para interpretar João de Santo Cristo. Mas tudo depende dos testes. Por isso, não estamos fechados em atores conhecidos."

Diretor de filmes publicitários e de curtas como o premiado "Sinistro", Sampaio diz que a família de Russo tem tido "uma atitude contributiva, com várias idéias". "O relacionamento tem sido muito bom."

Sobre a estética do longa: "No início, terá planos plácidos para lembrar a infância de Santo Cristo no Nordeste. Aos poucos, vai ganhando agilidade. Chegando em Brasília, o tom deve virar quase documental. A narrativa imagética acompanhará a saga do personagem."

Um dos mais cultuados compositores do rock brasileiro, Renato Russo é tema de outros projetos no cinema. "Religião Urbana" (de Antonio Carlos da Fontoura) gira em torno da vida de Russo entre os 17 e os 23 anos. Em pré-produção, "Eduardo e Mônica" é baseado na letra da canção homônima.

159 versos

"Não tinha medo o tal João de Santo Cristo/ Era o que todos diziam quando ele se perdeu."

Escrita em grande parte em 1979 por Renato Russo, na época com 19 anos, "Faroeste Caboclo" só foi lançada em disco em 1987, incluída no álbum "Que País É Este 1978/1987".

Russo chegou a dizer em entrevistas que considerava "Faroeste Caboclo" a sua "Hurricane", em referência à canção de Dylan.

Em seus 159 versos e pouco mais de nove minutos de duração, a música é um épico sobre João de Santo Cristo --desde seus tempos de criança na fazenda até ser baleado e morto em Brasília pelo traficante Jeremias.

"Aos 15 foi mandado pro reformatório/ Onde aumentou seu ódio diante de tanto terror." João de Santo Cristo vai a Salvador, onde fica por pouco tempo. Ele encontra um boiadeiro, que lhe dá uma passagem para Brasília. "Ele ficou bestificado com a cidade/ Saindo da rodoviária viu as luzes de Natal."

Em Brasília, conhece Pablo, um "peruano que vivia na Bolívia". Os dois iniciaram um "negócio". "E acabou com todos os traficantes dali."

Foi preso e arrependeu-se dos pecados ao conhecer Maria Lúcia. Um traficante de renome, Jeremias, se casa com Maria Lúcia. "Só ódio por dentro", Santo Cristo chama Jeremias para um duelo. Os dois morrem.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Renato Russo
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página