Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
26/12/2000 - 22h00

RETROSPECTIVA: Overdose enche SP de cinema, arte, música e história

Publicidade

da Folha Online

Foi uma verdadeira overdose cultural em São Paulo, algo para ninguém reclamar: cinema, música, artes plásticas e história em versões diferentes, mas para um público homogêneo, amante da arte. O mês de outubro trouxe à cidade a 24ª Mostra Internacional de Cinema, o Free Jazz Festival e a mostra Freud - Conflito e Cultura. Foram os três principais eventos que determinaram a agenda paulistana.

A exposição de Sigmund Freud no Masp (Museu de Arte de São Paulo) trouxe sua história, seus mais importantes objetos pessoais e de trabalho e também a arte feita com base no seu pensamento. O "pai da psicanálise" pôde ser visto e sentido nas galerias do Masp por meio do divã em que atendia seus clientes e do tapete persa que o cobria.

Os amantes da música também puderam apreciar as atrações internacionais do Free Jazz Festival, que levou sua tenda itinerante ao Jóquei Clube com apresentações de artistas renomados e outros nem tanto, mas que fizeram seus sons e agradaram à maioria.

Em três dias, se apresentaram Hamilton de Holanda, Max Roch, Irvin Mayfield, Greg Osby, Sean Lennon, Sonic Youth, Chucho Valdés, João Donato, Ray Brown, Moreno +2, Manu Chao, Moloko, Leftfield, Ravi Coltrane, Art Ensemble of Chicago, Marcos Suzano, Talvin Singh, Jay Jay Johanson, Femi Anikulapo-Kuti & The Positive Force e D'Angelo, em três tendas diferentes.

O Free Jazz Festival foi aberto oficialmente no Rio de Janeiro e depois veio a São Paulo. O evento provavelmente festejou sua última edição, já que o Congresso determinou que as propagandas de cigarro sejam proibidas. Com isso, o Free Jazz pode perder seu patrocínio e, consequentemente, sua marca. Mas o evento não deve acabar, é o que garantem os organizadores.

Já a Mostra de Cinema, além de ser um dos eventos mais esperados durante o ano, foi marcada por maior organização e menos confusão na exibição de filmes. As trocas urgentes -ocasionadas pelo atraso na chegada de filmes ou pelas proibições da alfândega- foram menores que em anos anteriores.

O cinema iraniano ganhou destaque na Mostra. O filme "Tempo de Embebedar Cavalos", indicado pelo governo do Irã para concorrer ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, e o longa "O Círculo" (Leão de Ouro em Veneza) foram exibidos e seus autores falaram em debates.

Destaque também aos cinemas português, com "Capitães de Abril" (Maria Medeiros) e "Palavra e Utopia" (Manoel de Oliveira).

O festival de cinema foi encerrado com "Dançando no Escuro", de Lars Von Trier, com Bjork no papel principal, que entrou neste mês em cartaz em São Paulo.

O mês de outubro também foi recheado de atrações no Rio de Janeiro, onde, além do Free Jazz, aconteceu o Festival Rio BR de Cinema, que também premiou e exibiu os melhores longas e curtas da temporada.

Clique para ver os especiais:

Superoutubro

Mostra de Cinema de São Paulo

Clique aqui para ver toda a retrospectiva do ano 2000
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página