Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
11/10/2006 - 13h41

China suspende censura a Wikipedia após um ano

Publicidade

da Efe, em Pequim

Após permanecer um ano bloqueada pela censura chinesa, a enciclopédia on-line Wikipedia, um dos sites mais populares do mundo, volta a ser acessível em território chinês, segundo a agência Efe.

Há mais de 24 horas, o acesso ao endereço www.wikipedia.org volta a estar aberto. Organizações como a Repórteres Sem Fronteiras (RSF) ainda esperam para confirmar se o desbloqueio é definitivo ou temporário.

No entanto, a censura continua pelo menos parcialmente. Os servidores chineses impedem buscas na Wikipedia de termos "sensíveis" para o governo chinês, como "Tibet", "Falun Gong", entre outros. Em agosto, após anos de censura, foram desbloquados na China todos os blogs do popular servidor Blogspot.

A notícia chega num momento muito especial, durante a sessão anual do Partido Comunista da China (PCCh), em Pequim. Em outros anos, neste período, muitos sites chineses e estrangeiros foram censurados. Portanto, a política comunista para a internet pode estar mudando.

Jimmy Wales, fundador da Wikipedia, afirmou em agosto que nunca se submeteria à censura como fizeram outros sites. Foi uma crítica velada ao polêmico "pacto" que o Yahoo!, o Google e outras companhias fizeram com a censura chinesa.

Para os analistas, a mudança significa que Pequim melhora dia a dia as tecnologias que usa para censura, como rastreadores de informação na rede e bloqueios seletivos.

Em outubro de 2005, Pequim confirmou a censura à Wikipedia. Assim, a versão chinesa da enciclopédia (zh.wikipedia.org) cresceu muito pouco nos últimos 12 meses.

O chinês é o idioma mais falado do mundo e ocupa os primeiros lugares também na internet, mas a versão chinesa da enciclopédia livre tem menos de 100 mil artigos, muito abaixo do conteúdo em inglês (1,4 milhão) ou mesmo em português (188 mil).

A Wikipedia permite contribuições dos usuários. O sistema conseguiu construir em poucos anos um dos sites mais populares e com mais informação de toda a rede.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre a Wikipédia
  • Leia o que já foi publicado sobre censura na China
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página