Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
22/10/2001 - 09h24

Correspondência enviada à Microsoft está livre de antraz

Publicidade

da Folha Online

O governo de Nevada, nos Estados Unidos, informou que a carta enviada semana passada à sede da Microsoft no Estado não estava contaminada com a bactéria do antraz.

A correspondência anônima, vinda da Malásia, continha material pornográfico e havia apresentado resultados positivos para o antraz em exames anteriores.

Segundo Dee Brown, diretor do Laboratório de Saúde do Estado, a confusão aconteceu inicialmente porque as autoridades utilizaram um exame de baixa precisão.

Seis funcionários foram expostos à correspondência e dois deles tinham suspeitas de contaminação. Porém, nenhum chegou a tomar medicamentos.

com Reuters

Leia mais sobre o antraz:

  • Como é a contaminação

  • Entenda a diferença entre contaminação e exposição

  • O que é o antraz

  • Doença é conhecida desde a era bíblica


  • Leia mais:
  • Conheça as armas usadas no ataque

  • Saiba tudo sobre os ataques ao Afeganistão

  • Entenda o que é o Taleban

  • Saiba mais sobre o Paquistão

  • Veja os reflexos da guerra na economia
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página