Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
15/03/2010 - 11h24

Bomba mata três civis no Afeganistão; foguete mata um em base da Otan

Publicidade

da Folha Online

Ao menos três civis morreram e outros três ficaram feridos nesta segunda-feira na explosão de uma bomba em uma estrada da Província de Ghazni, no Afeganistão. Em um ataque separado, um foguete lançado contra uma base da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) no país deixou ao menos um morto.

Em um breve comunicado, o Ministério do Interior afegão afirmou que os civis morreram quando o veículo em que estavam foi atingido por uma bomba plantada a beira de uma estrada em Ghazni, no centro-leste do país.

A explosão aconteceu na manhã desta segunda-feira, segundo o ministério, que não deu maiores detalhes.

Já um comunicado da Otan afirma que um foguete lançado na manhã desta segunda-feira atingiu a maior base militar americana no Afeganistão e deixou um morto.

O ataque teve como alvo a Base Aérea de Bagram, ao norte da capital Cabul. Um porta-voz da Otan não informou se a vítima era um militar das forças internacionais ou um civil.

Abdullah Adil, chefe de polícia do distrito de Bagram, na Província de Parwan, disse que um dos foguetes atingiu a base às 4h.

Um porta-voz do grupo islâmico Taleban afirmou à agência de notícias Associated Press que militantes lançaram dois foguetes contra a base.

A base de Bagram é casa de cerca de 24 mil militares e civis estrangeiros que trabalham na guerra contra os talebans. Localizada em uma área bem protegida e relativamente calma, a base de mais de 2.000 hectares ainda é suscetível a foguetes e morteiros.

No ano passado, insurgentes lançaram mais de dez ataques contra Bagram, matando ao menos quatro pessoas.

A base área está sendo expandida para acomodar parte dos 30 mil militares adicionais que o presidente Barack Obama enviou ao Afeganistão para reverter o avanço taleban.

Operação

Também nesta segunda-feira, a polícia afegã matou cinco insurgentes que pretendiam atacar escritórios do governo e um mercado na cidade de Barmal, na Província de Paktika (leste).

Segundo o Ministério de Interior, os insurgentes morreram em uma troca de tiros com a polícia. Um agente também ficou ferido.

Os atentados da insurgência são frequentes nas Províncias do sul e do leste do Afeganistão, onde os talebans têm seus principais redutos.

A missão da ONU no Afeganistão (Unama) calcula em 2.412 o número de civis que perderam a vida no conflito afegão durante o ano passado.

Com Efe e Associated Press

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página