Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
21/10/2004 - 09h17

Fidel Castro leva tombo, quebra joelho e fere braço

Publicidade

da Folha Online

Reprodução/AP
Fidel Castro cai e sofre fratura no joelho esquerdo durante cerimônia de formatura

O presidente cubano, Fidel Castro, 78, fraturou um dos ossos do joelho esquerdo e feriu um braço depois de uma queda sofrida ontem à noite em uma cerimônia de formatura, segundo nota oficial divulgada pelo governo cubano nesta quinta-feira.

Até o momento, não há informações sobre qual dos ossos que compõem a junção do joelho [tíbia, fêmur e patela ou rótula] foi fraturado.

Castro tropeçou nos degraus do mausoléu que guarda os restos do revolucionário cubano-argentino Che Guevara, depois que terminou o discurso às quase 30 mil pessoas que assistiam ao evento, na cidade de Santa Clara [280 quilômetros ao leste de Havana].

O presidente foi socorrido por guarda-costas que o colocaram sentado em uma cadeira. O presidente, então, pediu por um microfone e disse ao público que não havia motivo para alarmes. Algumas pessoas choravam.

"Queridos formandos e convidados, peço perdão por ter caído. Para evitar especulações, posso adiantar que tenho uma fratura no joelho e provavelmente uma no braço, também", disse o presidente.

"Vou me recuperar logo, mas como vocês podem ver, posso continuar meu trabalho, mesmo que engessem por inteiro", afirmou.

O presidente foi levado do evento em uma Mercedes Benz e autoridades informaram que não vão comentar o acontecido.

Em junho de 2001, o presidente cubano desmaiou durante um discurso. Depois do incidente, Castro afirmou que via seu irmão mais jovem, Raul, chefe das Forças Armadas em Cuba e o nº 2 no cenário político cubano, como seu sucessor.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Fidel Castro
  • Veja seqüência de fotos da queda de Fidel Castro
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página