Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
02/09/2006 - 19h15

Carteiro italiano escondia 2 toneladas de cartas em casa

Publicidade

da Efe, em Roma

Um carteiro da cidade de Messina (sul da Itália) foi denunciado por esconder em sua casa mais de duas toneladas e meia de correspondências que não foram entregues a seus destinatários, informaram hoje os meios de comunicação locais.

O carteiro, de 53 anos, acumulou a enorme quantidade de cartas ao longo de ao menos nove meses, durante os quais aparentava fazer o percurso para entregar as cartas quando na realidade ia para casa.

A polícia italiana abriu a investigação em dezembro diante de denúncias dos moradores da área, que suspeitaram do funcionário porque era sempre o primeiro a terminar o trabalho e voltar ao escritório dos correios.

Foram necessários dois caminhões para tirar a correspondência da casa do carteiro denunciado, que a guardava minuciosamente ordenada em caixas.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre a Itália
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página