Descrição de chapéu Cinema

Brian Dennehy, ator premiado de 'Rambo' e 'Cocoon', morre aos 81 anos

Americano venceu o Globo de Ouro e também dois prêmios Tony por seu trabalho no teatro

São Paulo | UOL

Brian Dennehy, conhecido pelo papel do xerife Will Teasle em "Rambo: Programado Para Matar", de 1982, e vencedor de um Globo de Ouro e dois prêmios Tony em sua carreira, morreu nesta quarta-feira (15) em sua casa em New Haven, nos Estados Unidos, de causas naturais. Ele tinha 81 anos.

A notícia foi confirmada ao site Deadline pelos agentes de Dennehy, na ICM Partners. A filha do ator, Elizabeth, postou comunicado no Twitter, frisando que a morte do pai não foi relacionada ao novo coronavírus. "Maior que a vida, generoso até o fim, um orgulhoso e devotado pai e avô, ele deixará saudades para sua mulher, Jennifer, sua família e muitos amigos."

Após se destacar em "Rambo", Brian Dennehy engatou uma série de papéis coadjuvantes marcantes. Provando versatilidade, ele esteve na ficção científica "Cocoon", de 1985, no faroeste "Silverado", também de 1985, com Kevin Costner, na comédia "Perigosamente Juntos", de 1986, com Robert Redford, e no mistério "Acima de Qualquer Suspeita", de 1990, com Harrison Ford.

Brian Dennehy na peça "Inherit The Wind", encenada na Broadway em 2007
Brian Dennehy na peça "Inherit The Wind", encenada na Broadway em 2007 - Lucas Jackson/Reuters

Na TV, encarnou uma versão ficcionalizada do detetive Jack Reed, personagem real da polícia de Chicago, em uma série de telefilmes exibidos entre 1992 e 1996, começando com o sucesso "Nas Teias da Corrupção".

Seu trabalho em uma adaptação televisiva da peça "A Morte do Caixeiro Viajante" rendeu uma vitória no Globo de Ouro. Dennehy também venceu um Tony pelo papel, em 1999, e voltou a faturar o troféu maior do teatro americano em 2003, por "Long Day's Journey Into Night".

No Emmy, a maior premiação da TV americana, foi indicado seis vezes, mas nunca chegou a ganhar —a mais recente, em 2005, pelo telefilme "Por Trás da Fé", que abordava os escândalos de abuso infantil na Igreja Católica.

Entre suas últimas aparições na telinha, destaque para séries como "The Blacklist", em que encarnou o personagem Dominic Wilson em várias participações especiais, e "Hap and Leonard". No cinema, surgiu em "Cavaleiro de Copas", de 2015, de Terrence Malick, e na comédia "Te Peguei!", de 2018.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.