Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
11/12/2010 - 19h59

Hacker holandês de 19 anos é preso devido ao caso WikiLeaks

Publicidade

DA FRANCE PRESSE, EM HAIA

Um jovem de 19 anos foi preso neste sábado na Holanda por ter participado do ataque informático contra o site da procuradoria holandesa dentro do caso WikiLeaks.

O ataque foi reivindicado na sexta-feira no Twitter por um grupo anônimo, cujo nome de usuário é AnonTarget, "em resposta à prisão de um militante de 16 anos" simpatizante do WikiLeaks.

A polícia deteve hoje em Hoogezand-Sappemeer "um homem de 19 anos, suspeito de liderar o ciberataque contra o site da promotoria na manhã de sexta-feira", revelou um funcionário do órgão.

Os sites da polícia e da promotoria holandesas foram imobilizados na manhã de sexta, "vítimas de ataques por recusa de serviços (DDoS), que saturam o servidor ao multiplicar as conexões e as demandas".

Na madrugada de quinta-feira, um adolescente foi detido em Haia e confessou ter participado de ciberataques realizados por simpatizantes do WikiLeaks contra empresas de cartões de crédito, como Visa e Mastercard, que deixaram de prestar seus serviços financeiros ao WikiLeaks.

A difusão, pelo WikiLeaks, de milhares de despachos diplomáticos americanos, provocou uma tormenta política e diplomática em todo o mundo.

Seu fundador, o australiano Julian Assange, está detido desde terça-feira em Londres, em virtude da ordem de prisão internacional lançada pelas autoridades suecas por um suposto caso de estupro.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página