Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
14/05/2007 - 08h32

Lula defende integração religiosa entre países da América Latina

Publicidade

da Folha Online

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu hoje, no programa semanal de rádio "Café com o Presidente", a integração religiosa entre os países da América Latina. Segundo ele, esse tema foi abordado no encontro dele com o papa Bento 16, na semana passada.

"Porque a Igreja Católica na América Latina também tem um peso muito importante. Nós estamos já há algum tempo falando em integração da América Latina, integração cultural, integração social, integração energética, integração de ferrovia, tudo. É importante que haja uma integração religiosa", afirmou Lula.

Para o presidente, a 5ª Celam (Conferência Latino-Americana e Caribe), que acontece até o dia 31 em Aparecida (167 km a nordeste de São Paulo) é um passo para essa integração. "A conferência é mais uma contribuição que a Igreja Católica dá para que a gente tenha mais harmonia na América Latina.

Lula disse que a visita do papa Bento 16 foi um marco histórico. Por outro lado, ele disse que é importante manter o caráter laico do Estado, ou seja, desvinculado da igreja.

"Tem muitas religiões no Brasil e nós precisamos conviver com todas elas da forma mais respeitosa e mais democrática possível. Eu estou convencido de que o Estado laico é uma garantia da sustentação democrática também para o Brasil", disse ele durante o programa semanal de rádio "Café com o Presidente".

Marco histórico

Lula disse ainda que a visita do papa foi "um marco histórico". "O papa teve toda a sensibilidade de ouvir praticamente todos os segmentos da sociedade. A igreja convidou praticamente todos os setores da sociedade para participar da todas as atividades públicas do papa."

O presidente afirmou que aproveitou o encontro o papa para discutir a implantação de programas sociais. "Discuti com o papa a questão do projeto de combate à fome, através do Bolsa Família, da nossa política para a agricultura familiar, do que estamos fazendo com o biodiesel no Nordeste brasileiro e no país inteiro."

Para Lula, o papa mostrou durante sua passagem pelo país que está preocupado com as questões sociais. "Muita gente fala que o papa era extremamente conservador, quando na verdade, o que aconteceu foi que o papa teve um comportamento de muito compromisso com as questões sociais. Ele teve uma preocupação de conhecer os problemas de perto aqui no Brasil e teve vários pronunciamentos em que o papa colocou críticas profundas à questão da criminalidade, à questão da violência, à questão do abandono social a que os pobres do mundo estão submetidos."

Leia mais
  • No Brasil, papa mostra carisma sem deixar de lado discurso conservador
  • Bispo d. Celso diz que palavras de Bento 16 "são como um beijo"
  • Na despedida, papa diz que viveu momentos inesquecíveis no Brasil
  • Bento 16 critica marxismo, capitalismo e governos autoritários
  • Livros contam história de frei Galvão, Nossa Senhora e outros santos

    Especial
  • Leia mais sobre a visita de Bento 16
  • Leia cobertura completa da visita do papa ao Brasil
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página