Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
30/03/2006 - 09h41

PIB soma R$ 1,937 trilhão e Brasil torna-se 11ª maior economia do mundo

Publicidade

CLARICE SPITZ
da Folha Online, no Rio

O PIB (Produto Interno Bruto, soma das riquezas produzidas por um país) brasileiro totalizou R$ 1,937 trilhão no ano de 2005, segundo dados divulgados hoje pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O resultado fez o Brasil avançar da 15ª para a 11ª posição no ranking das maiores economias do mundo.

No quarto trimestre, o PIB totalizou R$ 521,9 bilhões, contra R$ 478,3 bilhões no quarto trimestre de 2004. O crescimento do PIB em 2005, divulgado há cerca de um mês, foi de 2,3%, pouco mais da metade da média mundial estimada pelo FMI para o ano passado (4,3%).

Convertido em dólares, e considerando que em média a moeda norte-americana foi negociada a R$ 2,4341 no ano passado, o PIB alcançou US$ 795,776 bilhões e o Brasil conseguiu ultrapassar Índia, Austrália, Holanda e México, voltando a ser a maior economia da América Latina, segundo análise feita pela Austin Rating a partir de dados de 155 países disponibilizados pelo FMI.

O país, entretanto, já chegou a ser a oitava economia mundial em décadas passadas --ou seja, três posições à frente do atual 11º lugar.

O economista-chefe da Austin Rating, Alex Agostini, lembra também que o crescimento brasileiro no ano passado foi um dos menores das Américas e que o país só avançou no ranking do PIB devido à desvalorização de 12,40% do dólar acumulado em 2005.

Ele também lembra que o PIB per capita brasileiro é de apenas US$ 4.333, o que coloca o Brasil em 72º lugar no ranking dos maiores do mundo, atrás de países como Argentina (71º), Panamá (70º) e Costa Rica (69º).

O PIB per capita foi calculado a partir da divisão do PIB em dólares pelo número de habitantes do Brasil e não reflete a paridade do poder de compra entre as diversas moedas mundiais.

PIB por setores

No ano, o consumo das famílias agregou ao PIB R$ 1,075 trilhão, segundo o IBGE. Os investimentos representaram R$ 385,9 bilhões e o consumo do governo somou R$ 378,7 bilhões. Os impostos foram responsáveis por R$ 209 bilhões.

A análise por setores mostra que a indústria contribuiu com o equivalente a R$ 690,6 bilhões. Já a agropecuária e os serviços somaram R$ 145,8 bilhões e R$ 985,3 bilhões, respectivamente.

Metodologia

O PIB é a soma dos bens e serviços produzidos por um país. É formado pela indústria, agropecuária e serviços. Ele mostra o comportamento de uma economia.

O PIB também pode ser analisado a partir do consumo, ou seja, pelo ponto de vista de quem se apropriou do que foi produzido. Nesse caso, o PIB é dividido pelo consumo das famílias, pelo consumo do governo, pelos investimentos feitos pelo governo e empresas privadas e pelas exportações.

Leia mais
  • Veja o ranking das maiores economias do mundo
  • Entenda o que é PIB e como é feito seu cálculo
  • Investidor estrangeiro reduz aposta na valorização do real
  • BC prevê crescimento de 4% e inflação bem abaixo da meta

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre o PIB brasileiro
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Smart TV Smart TV Diversas ofertas a partir de R$ 856,11

    Notebook Notebook Trabalhe, estude, jogue, a partir de R$ 769,00

    Celulares | Tênis | Mais...

    Voltar ao topo da página