Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
28/12/2003 - 17h43

Policial militar vira especialista em Portinari no interior de SP

Publicidade

free-lance para a Folha de S.Paulo, em Ribeirão Preto (SP)

Ele era policial militar e desconhecia Candido Portinari. Até que Antonio Otávio Squarise teve de montar guarda na igreja de Bom Jesus da Cana Verde, em Batatais. A obrigação virou prazer e hoje, 25 anos depois, ele é especialista em Portinari, sobre quem escreveu até uma monografia.

"Eu vinha aqui e xingava, dormia", afirma. Ele começou a estudar e passou a conhecer a obra de Portinari, que pintou 21 quadros expostos na igreja.

Aos poucos, Squarise, 52, tomou gosto por obras de arte e hoje, aposentado, ajuda visitantes na igreja. Falante, ele explica os quadros de Portinari, como no caso de "Jesus e os Apóstolos".

"Os apóstolos eram 12 e foram divididos em grupos de seis, os prediletos à direita de Jesus e os outros, à esquerda. Para os menos amigos, Portinari pintou fisionomias acovardadas, cores frias. Para os da direita, cores mais vibrantes", ensina Squarise.

Leia mais
  • Interior de SP preserva marcas dos 100 anos de Portinari
  • Centenário de Portinari será lembrado com eventos em SP
  • Aposentado de Brodowski foi imortalizado em tela de Portinari
  • Museu Casa de Portinari recebe 3.000 por mês
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    TV Smart TV Smart HDMI, LED, Full HD a partir de R$ 999,99

    Refrigerador Refrigerador Side By Side, Duplex, Frost Free a partir de R$ 849,00

    Home Theater | Tênis | Mais...

    Voltar ao topo da página