Incêndio atinge áreas de proteção na Chapada Diamantina, na Bahia

Fogo consumiu vegetação no Parque Nacional da Chapada e no Parque Municipal de Andaraí

Salvador

Um incêndio atinge há dois dias áreas da Chapada Diamantina, na Bahia, nas proximidades dos municípios de Andaraí e Mucugê.

Não há registro de feridos e o governo da Bahia ainda não sabe informar a extensão do incêndio. Foram atingidas áreas do Parque Nacional da Chapada Diamantina e Parque Municipal de Andaraí, ambas áreas de proteção ambiental

O fogo começou na última terça-feira (6) nas margens de uma rodovia estadual em Andaraí e logo se alastrou para o Parque Rota das Cachoeiras e o Parque Nacional da Chapada Diamantina.

Desde então, brigadistas voluntários e funcionários do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) e Prevfogo, órgão ligado ao Ibama, atuam no combate aos incêndios.

Incêndio na Chapada Diamantina - Reprodução/TV Bahia

Nos últimos dias, houve reforço de 30 homens do Corpo de Bombeiros, cinco aviões e um helicóptero de apoio. Os ventos fortes e o relevo acidentado, contudo, atrapalham as ações de combate ao fogo.

Segundo o Corpo de Bombeiros da Bahia, as áreas atingidas pelo fogo não registravam queimadas havia cerca de 20 anos. Com isso, o acúmulo de biomassa acabou funcionando como um combustível para o fogo, tornando o incêndio mais agressivo.

Comandante-geral do Corpo de Bombeiros da Bahia, o coronel Francisco Telles, afirma que as causas do incêndio ainda estão sob investigação. Mas destaca que, em geral, o fogo é causado por ação humana, seja intencional ou não. “Mas para sabermos ao certo ainda é preciso que seja feita uma investigação”, afirma.

Ele afirma que os incêndios têm sido potencializados pelas altas temperaturas e pelo vento forte. Mas destaca que haverá um reforço nas ações de combate com a chegada de novos equipamentos como mochilas anti-incêndio e abafadores.

Nesta sexta-feira (9), parte dos focos de queimadas no Parque Municipal de Andaraí haviam sido debelados. Os principais focos estavam concentrados em Mucugê, dentro do Parque Nacional da Chapada.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), visitou as áreas atingidas na manhã desta sexta e lamentou os incêndios.

"Infelizmente, o sol e a seca, às vezes, também com imprudência e, às vezes, com má-fé das pessoas, terminam provocando esses incêndios [...] Estamos atuando no sentido de combater [o fogo] principalmente nas áreas que se aproximam das cidades ou nas áreas habitadas”, afirmou o governador.

Pelo menos 30 cidades baianas registraram incêndios florestais nas últimas semanas. No sábado (10), o governo da Bahia publica um decreto que coloca em situação de emergência esses 30 municípios e outros 43 que ficam em áreas próximas.

Com duração de 90 dias, o decreto suspende nessas áreas quaisquer atividades capazes de produzirem risco potencial de geração de novos focos de incêndio.

Além da Chapada Diamantina, a região oeste da Bahia é uma das mais atingidas pelo fogo, com registros de incêncios em Barra, Barreiras e Luís Eduardo Magalhães.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.