Siga a folha

Descrição de chapéu Copa Libertadores 2020

Palmeiras enfrenta Bolívar e altitude de La Paz em retomada da Libertadores

Clube paulista, líder do Grupo B, terá desfalques de Lucas Lima, Patrick e Luiz Adriano

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados Você atingiu o limite de
por mês.

Tenha acesso ilimitado: Assine ou Já é assinante? Faça login

AFP

O Palmeiras vai à Bolívia encarar o Bolívar nesta quarta-feira (16), às 21h30 (SBT), e a dificuldade de jogar na altitude da capital La Paz, na partida válida pela terceira rodada do Grupo B da Copa Libertadores.

O jogo será realizado no estádio Hernando Siles, a 3.600 metros do nível do mar.

A equipe brasileira, apontada como uma das candidatas ao título graças ao seu elenco milionário, lidera a chave com seis pontos em dois jogos, seguida por Guaraní (PAR) e Bolívar, ambos com três. Os times ainda têm a coompanhia do argentino Tigre, que ainda não pontuou.

A estratégia dos bolivianos para o confronto é clara: pressionar o rival no campo de ataque para fazê-lo ficar sem fôlego.

Com essa ideia, o time local retornou aos treinos no início do mês passado, em plena quarentena devido ao coronavírus.

O zagueiro Jairo Quinteros, que não deve ser escalado para este jogo, afirmou que “o Palmeiras é um time de nome, mas no futebol são 11 contra 11, 90 minutos em que haverá momentos em que teremos mais posse de bola e devemos estar focados. Temos de seguir em frente com o nosso jogo, pois sabemos como jogar na altitude".

O técnico argentino Claudio Vivas fez uma leitura semelhante para o desafio de quarta-feira: "que o Palmeiras possa sentir uma pressão permanente". Ainda segundo o treinador, sua equipe irá "valorizar a posse da bola".

O Bolívar, time mais vitorioso do país, pretende pressionar desde o início e deve colocar em campo um esquema ofensivo, formado pelo trio Víctor Ábrego, Marcos Riquelme e Juan Carlos Arce.

“Não podemos esperar pelos outros jogos (que faltam no grupo B), temos que vencer este, estamos obrigados”, disse o argentino Riquelme, lembrando que três pontos darão mais confiança para buscar a classificação para a próxima fase.

Gustavo Gómez retornará ao time contra o Bolívar - Cesar Greco/Palmeiras

O Palmeiras chegou a La Paz na segunda-feira (14), dois dias antes do jogo, e considera que tem tempo suficiente para se adaptar à altitude.

Para buscar a vitória, o clube paulista não poderá contar com o atacante Luiz Adriano —vice-artilheiro da competição com 4 gols–, que saiu lesionado do jogo contra o Sport no último domingo, válido pelo Campeonato Brasileiro. Patrick de Paula e Lucas Lima foram outros desfalques confirmados nesta terça.

O time também segue sem ter o seu zagueiro e capitão Felipe Melo, que ficou no Brasil se recuperando de lesão.

Na defesa, o zagueiro paraguaio Gustavo Gómez está entre os relacionados, garantindo assim a força da defesa. Luan deve voltar a formar dupla com ele no sistema defensivo.

O técnico Vanderlei Luxemburgo afirmou que "a altitude é uma surpresa para muita gente, às vezes você dá uma mordida [um pique] e parece que você vai morrer".

Depois deste jogo em casa, o Bolívar vai à Argentina para enfrentar o Tigre, no dia 22, enquanto o Palmeiras pega o Guaraní, no estádio Defensores del Chaco, em Assunção, no Paraguai.

A partida desta quarta terá o árbitro chileno Piero Maza, auxiliado pelos seus compatriotas José Retamal e Edson Cisternas.

Receba notícias da Folha

Cadastre-se e escolha quais newsletters gostaria de receber

Ativar newsletters

Relacionadas