Após Réveillon, Copacabana tem acampamentos na areia e muito lixo

Crédito: Luiza Franco/Folhapress
Copacabana amanhece com lixo e barracas

DO RIO

A praia de Copacabana amanheceu da festa de Réveillon com diversas barracas de acampamento, pessoas dormindo na areia e muito lixo.

Desde as 6h, 1.172 garis fazem a limpeza da praia. A Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana) espera que eles acabem o trabalho por volta das 10h. A expectativa é de que a quantidade de lixo seja similar à do ano passado, quando foram recolhidas 290 toneladas.

Tanto pessoas que moram longe quanto às mais próximas da praia levaram barracas de acampamento para passar a noite na areia.

A vendedora de biquínis Ana Lucia Santos, 49, mora no morro da Babilônia, logo atrás da praia, mas não quis ir para casa para aproveitar ao máximo a clientela da festa. "O Réveillon é uma mãe, resolve meu mês", disse ela, que descansava na areia enquanto sua neta dormia dentro da barraca.

O casal Karla Fernandes, 23, e Gilmar César, 45, veio de Nilópolis, na Baixada Fluminense, já com a intenção de dormir na praia. "Você acorda e já começa o ano com um mergulho no mar", diz ele.

A falta de segurança era uma das principais preocupações da população em relação ao Réveillon, devido aos altos índices de violência registrados no Estado no último ano e à situação precária das policias civil e militar, por conta da crise dos cofres públicos.

Segundo o delegado adjunto da 12ª DP, de Copacabana, Eduardo Miranda houve ocorrências de roubos e furtos nesta virada, mas a festa foi mais tranquila do que em anos anteriores.

A secretaria de Saúde fez 657 atendimentos nos quatro postos montados na orla da praia. No último Réveillon, foram 860.

Cerca de 2,4 milhões de pessoas assistiram à queima de fogos, segundo a Prefeitura do Rio –segundo o Datafolha, a área disponível na praia de Copacabana comporta até 2,8 milhões de pessoas em sua máxima lotação.

O show pirotécnico durou 17 minutos, o mais longo da história da cidade, mas a fumaça dos explosivos atrapalhou o visual

Foram usadas 25 toneladas de fogos de artifício que foram disparados de 11 balsas no mar. Na areia, a festa teve como principal atração a cantora Anitta, seguida pelas escolas de samba Portela e Mocidade Independente de Padre Miguel, campeãs do Carnaval 2017.

Erramos: o texto foi alterado
O texto original deixou de informar que, segundo o Datafolha, a área disponível na praia de Copacabana comporta até 2,8 milhões de pessoas em sua máxima lotação. O texto já foi atualizado.
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.