Descrição de chapéu Tragédia em Brumadinho

Vale e moradores de comunidade atingida fazem primeiro encontro de negociação

Moradores já solicitaram a montagem de uma cozinha coletiva

Belo Horizonte

Na noite de domingo (27) foi realizado o primeiro encontro de negociação coletiva entre representantes da mineradora Vale e os moradores da comunidade Parque da Cachoeira, a área mais atingida pela lama liberada pelo rompimento das barragens de rejeito da empresa, em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, nesta sexta (25). Cerca de 350 pessoas moravam na comunidade rural.

O encontro, com cerca de 100 pessoas foi organizado pelo Ministério Público. Orientados pelo órgão, os moradores se recusaram a preencher a declaração de bens existentes nos imóveis atingidos e só fizeram o cadastro de registro de moradores.

Uma assembleia para a definição de uma lista de exigências ficou marcada para esta segunda (28). Na reunião de ontem, no entanto, já foi decidido que eles querem a montagem de uma cozinha coletiva e equipada para alimentação das 250 pessoas que permanecem no local. Destas, apenas sete disseram que querem ir para hotéis, conforme proposto pela Vale.

Os moradores disseram que querem ter autonomia para produzir a própria alimentação, mas, enquanto a cozinha não é montada, exigiram a oferta de quatro refeições ao dia (café da manhã e da tarde, almoço e jantar), em horários definidos e com qualidade. Eles reclamaram da irregularidade e má qualidade da comida que estão sendo entregues em marmitex pela Vale.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.