Descrição de chapéu Obituário Rafael Sampaio (1953 - 2020)

Mortes: Mercado publicitário brasileiro perde seu embaixador

Rafael Sampaio foi decisivo para a consolidação de veículos especializados em propaganda e marketing

São Paulo

Se a vida do consultor em marketing e publicidade Rafael Sampaio se transformasse num filme, o nome do longa-metragem seria "da inspiração ao sucesso".

No início, queria ser autor de novelas e peças teatrais. Em busca do seu sonho, cruzou o caminho de uma escola de publicidade e se encantou pelo ambiente.

Rafael nasceu em Paris. Na época, sua mãe fazia um curso de arquitetura e design. Ainda bebê, veio para o Brasil. Morou em São Paulo e em Araraquara (273 km de SP).

Rafael Sampaio (1953-2020)
Rafael Sampaio (1953-2020) - Arquivo pessoal

Inteligente, culto e poliglota, aos 18 anos já atuava como consultor e por causa do trabalho passava boa parte do tempo em viagens nacionais e internacionais.

Após um período no departamento de vendas, passou a consultor da TV Globo, editou o caderno Asteriscos, do extinto Diário Popular, e a revista Propaganda. Também foi colunista e diretor de redação do Propmark. Com um grupo de sócios, montou a revista Briefing e mais tarde fundou a About.

Rafael é autor de "Propaganda de A a Z: Como Usar a Propaganda para Construir Marcas em Empresas de Sucesso", "Marcas de A a Z: Como Construir e Manter Marcas de Sucesso" e "Planejamento de Marketing: Conhecer, Decidir e Agir – Do Estratégico ao Operacional", com Marcos Felipe Magalhães.

"Suas obras são referência nas principais faculdades de comunicação", diz a esposa, a jornalista Gisele Centenaro, 59. "Ele era companheiro e fiel. Muito focado no trabalho, foi um gênio, visionário, corajoso e seguro no que fazia."

Durante sua carreira, Rafael assumiu a vice-presidência executiva da ABA (Associação Brasileira de Anunciantes) por quase 30 anos, integrou o Cenp (Conselho Executivo das Normas-Padrão) e representou o Brasil no Conselho Executivo da Federação Mundial de Anunciantes.

Para o Cenp, Rafael foi um defensor intransigente do modelo brasileiro de publicidade e importante interlocutor na construção da autorregulação ético-comercial, desde a ideia primordial que levou à fundação do órgão, há 21 anos.

Rafael Sampaio morreu dia 12 de junho, aos 67 anos, após sentir-se mal em casa. Deixa esposa e o filho, Gabriel, 13.

​​coluna.obituario@grupofolha.com.br

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missa

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.