Descrição de chapéu Obituário Déa Lúcia Januzzi (1952 - 2020)

Mortes: Bordadeira de textos, colecionou gols no jornalismo

Déa Lúcia Januzzi trabalhou no jornal O Estado de Minas mais de 38 anos

São Paulo

Déa Januzzi escrevia lindamente sobre qualquer assunto. Era uma bordadeira de textos. Além de transmitirem o amor que sentia pelo jornalismo, suas palavras expressavam a dificuldade para aceitar normas e padrões.

“A Déa tinha paixão pela liberdade. Suas palavras eram válvulas de escape. Ela colocava em seus textos toda essa incapacidade de se adaptar ao mundo formal e capitalista. Falava das dores, de estar envelhecendo, da falta de uma carreira digna aos jornalistas mais velhos”, diz a amiga há cerca de 30 anos, a jornalista Maria Clara Prates, 59.

Formada na Universidade Federal de Minas Gerais, Déa construiu uma sólida carreira no jornal O Estado de Minas, onde ficou por mais de 38 anos, até se aposentar, e onde foi colega de Maria Clara.

Déa Januzzi (1952-2020)
Déa Januzzi (1952-2020) - Reprodução/Facebook de Déa Januzzi

Em 2018, passou a assinar, no site do jornal, a coluna Coração de Mãe, mesmo nome do livro que havia lançado em 2003 pela Editora Leitura. O filho, Gabriel, serviu de inspiração para muitas de suas reportagens.

Mineira de Belo Horizonte, Déa era filha de Guaracy Januzzi, o Guará, craque do Atlético Mineiro na década de 1930.

Foi ele quem a apresentou ao jornal, onde ela começou como revisora. Déa foi a segunda repórter mulher a integrar a Redação do Estado de Minas.

Em 1999, ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo com a série “Criança no lixo, nunca mais”, juntamente com Sandra Kiefer, Francis Rose e Evaldo Sérgio.

Venceu também o Prêmio Longevidade de Jornalismo Bradesco Seguros, mídia impressa, com a reportagem “Envelhecemos!”, publicada no jornal Estado de Minas em setembro de 2017.

Não admitia injustiça e discriminação. Ela gostava de gente, de escrever, fumar, beber um bom vinho. Viveu intensamente todos os seus afetos, segundo Maria Clara.

Déa Januzzi morreu dia 4 de novembro, aos 68 anos. A causa não foi informada. Ela estava internada havia dez dias no CTI do Hospital Metropolitano Dr. Célio de Castro.

coluna.obituario@grupofolha.com.br

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missa

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.