Descrição de chapéu Coronavírus

Polícia prende 63 pessoas em bares clandestinos de Manaus

Estabelecimentos são acusados de não respeitar decreto que proíbe aglomeração por causa da pandemia da Covid-19

São Paulo

As polícias Civil e Militar do Amazonas prenderam na noite desta quinta-feira (21) 63 pessoas que estavam em cinco bares clandestinos de Manaus assistindo ao jogo entre Palmeiras e Flamengo pelo Campeonato Brasileiro.

Os bares alvos da operação policial ficam no bairro Jorge Teixeira, zona leste da capital do Amazonas.

Decreto do governo do estado proíbe a circulação e a aglomeração de pessoas entre 19h e 6h por causa do agravamento da pandemia.

A crise provocou o colapso no sistema de saúde de Manaus, a morte de pacientes com Covid-19 por falta de oxigênio e transferências de pessoas para outros estados.

Segundo o delegado Torquato Mozer, do 30º Distrito Integrado de Polícia, a operação foi planejada após denúncias de aglomerações na zona leste em dias de jogos do Campeonato Brasileiro.

Os bares, de acordo com as denúncias, funcionavam com as portas fechadas, ficavam lotados e vendiam bebidas alcoólicas.

"Após o jogo ser finalizado, realizamos a abordagem nos cinco bares e prendemos os donos e as pessoas que estavam no local", disse o delegado.

As 63 pessoas foram levadas para a Delegacia-Geral de Manaus, onde assinariam um termo circunstanciado de ocorrência (TCO) por descumprimento de medida sanitária preventiva e crime de desobediência.

Segundo o governo do Amazonas, elas ficarão sujeitas a pagamento de multa estipulada pela Justiça.

Na quarta-feira (20), 87 pessoas vítimas da Covid-19 foram sepultadas em Manaus, segundo informações da prefeitura.

No Amazonas existem hoje 1.864 pacientes internados por causa da doença, sendo 1.212 em leitos, 615 em UTIs e 37 em salas vermelhas, estrutura voltada à assistência temporária para estabilização de pacientes críticos/graves.

Há ainda outros 531 pacientes considerados suspeitos e que aguardam a confirmação do diagnóstico.

Dos 241.182 casos confirmados no Amazonas desde o início da pandemia, 103.787 são de Manaus (43,03%) e 137.395 do interior do estado (56,97%).

Na capital, 4.502 pessoas morreram por causa da Covid-19 desde o ano passado. No interior, o total é de 2.255 mortes em 61 cidades.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.