Descrição de chapéu Colunista em casa

Contardo Calligaris indica livro sobre Mussolini para a quarentena

Psicanalista recomenda adaptações para o cinema da obra de J. R. R. Tolkien

Diariamente, durante a crise do coronavírus, um colunista ou um blogueiro da Folha indica sugestões para o período de quarentena, como livros, filmes, séries, entre outras opções.

Confira as sugestões do psicanalista Contardo Calligaris.

Acompanhe todas as dicas dos colunistas aqui.

Para ler

M, o Filho do Século
Ed. Intrínseca, 2020. R$ 64 (816 págs.) Kindle R$ 45

Capa do livro "M, o Filho do Século", de Antonio Scurati
Capa do livro "M, o Filho do Século", de Antonio Scurati - Divulgação


Antonio Scurati conta a história dos quatro anos (1919-1923) nos quais o fascismo italiano foi de movimento marginal para partido de governo. É uma espécie de biografia, ou autobiografia de Mussolini e de uma era extremamente polarizada, de ódios intensos e mortíferos, estranhamente parecida com a nossa.

Claro, na época, o medo de que a Europa toda se tornasse "vermelha" e soviética era real. Hoje só sobrou o medo, ou melhor, uma paranoia talvez mais perigosa ainda, por ser sem objeto.

Para ver

Seis filmes que são de uma certa forma uma série. São as adaptações cinematográficas da obra de J. R. R. Tolkien. Melhor começar com os três filmes que contam a aventura de "O Hobbit" e continuar com os que contam a aventura de "O Senhor dos Anéis".

Existe em Tolkien, desde o começo, a nostalgia de casa, dos livros e do chá quente na poltrona perto da lareira e, sempre, junto com ela, a nostalgia e o dever (quase um chamado) da aventura, do mundo além do vilarejo. Deixe-se levar. E, se já viu, reveja na ordem...

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.