Palmeiras confirma favoritismo e goleia Novorizontino

Na quarta (21), em São Paulo, time alviverde pode perder por dois gols de diferença

Jogador do Palmeiras se prepara para chutar a bola em cobrança de Pênalti
Dudu, cobrando pênalti, fez o primeiro gol do Palmeiras contra o Novorizontino - Thiago Calil/AGIF
São Paulo | UOL

O Palmeiras não foi deslumbrante, mas jogou suficientemente bem para vencer o Novorizontino por 3 a 0 na noite deste sábado (17), no estádio Jorge Ismael de Biasi.

Mesmo não repetindo suas melhores atuações, o time alviverde foi às redes com Dudu (pênalti), Willian e Keno, abrindo ótima vantagem nas quartas de final do Campeonato Paulista.

A vitória em Novo Horizonte encaminha a classificação do Palmeiras às semifinais do Estadual.

O time alviverde joga a partida decisiva no Allianz Parque, às 21h45 de quarta-feira (21), com a vantagem do empate. Ou podendo perder por dois gols de desvantagem.

Caso o Novorizontino vença por três gols de diferença, a definição vai aos pênaltis. Não há critério de gol qualificado.

O início de jogo teve mais posse de bola palmeirense, mas foi o time da casa quem criou a melhor oportunidade, nas costas de Marcos Rocha.

Em um cruzamento do lado oposto, o lateral não deu conta de marcar dois adversários, e viu Jean Carlos acertar a trave. Outro erro defensivo permitiu Safira subir sozinho e testar uma falta levantada na área com muito perigo.

Ao final de quinze minutos, o Novorizonte era mais ambicioso e tinha ataques mais agudos do que o adversário.

O primeiro gol do jogo não foi fruto da evolução do Palmeiras, que nos 20 minutos iniciais criou pouco apesar de ter mais a bola.

Após sofrer com alguns cruzamentos adversários, o time alviverde teve um pênalti a seu favor quando Borja levou trombada de Tony dentro da área. Dudu bateu rasteiro para abrir o placar.

Se a primeira etapa tinha sido desanimada, a partida melhorou demais após o intervalo.

Em dez minutos foram três chances claras, duas do Novorizontino, que voltou a apostar nos cruzamentos à área palmeirense. Primeiro Jailson fez defesa incrível após cabeceio de Safira; depois, Victor Luis salvou o empate em cima da linha.

O atacante Willian, camisa 29, já tinha desperdiçado dois gols no jogo, mas a terceira chance mereceu mais capricho.

Ele foi lançado em profundidade por Keno e esperou a bola quicar na área. O goleiro Oliveira cometeu erro bizarro ao sair do gol, e Willian só tocou para ampliar. Lance de muita frieza do atacante.

O placar final sugere que o Palmeiras massacrou o Novorizontino, mas não foi bem assim.

Por incrível que pareça, faltou criatividade ao time alviverde. Ainda assim, Keno fechou o placar na reta final.

 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.