Atlético-PR vê Junior perder pênalti, e 1º jogo da final termina empatado

Partida de volta da decisão da Copa Sul-Americana será na próxima quarta em Curitiba

O goleiro do Junior Barranquilla Sebastian Viera disputa a bola com Thiago Heleno, do Atlético-PR
O goleiro do Junior Barranquilla Sebastian Viera disputa a bola com Thiago Heleno, do Atlético-PR - Raul Arboleda/AFP

Atlético-PR e Junior de Barranquilla começaram a decidir o título da Copa Sul-Americana nesta quarta-feira (5). No Metropolitano Roberto Meléndez, em Barranquilla, os paranaenses saíram na frente, levaram o empate logo na sequência e ainda viram os colombianos perderem um pênalti: Final: 1 a 1 no primeiro duelo da final. 

Pablo abriu o placar para os visitantes, enquanto Yony González deixou tudo igual para os donos da casa, que ainda desperdiçaram penalidade máxima com Pérez. 

As duas equipes decidem o título na próxima quarta-feira (12), na Arena da Baixada, em Curitiba. Quem vencer será o campeão, enquanto novo empate leva a disputa por pênaltis. 

Quem foi bem: Nikão

O camisa 11 do Atlético-PR foi consistente durante o jogo todo. O principal lance de Nikão veio no começo do segundo tempo, quando arrancou em velocidade e deu belo passe para o gol de Pablo. Quem foi mal: Pérez O defensor teve a chance de virar o jogo para os donos da casa com um pênalti no segundo tempo. Porém, Pérez exagerou na força, deu uma pancada e viu a bola explodir no travessão de Santos, que nem se mexeu. O gol poderia dar a vitória ao Junior. 

Pressão do Junior de Barranquilla

Os donos da casa começaram melhor no primeiro tempo. Logo no primeiro minuto, Santos fez defesa tranquila. Depois, o Junior de Barranquilla pressionou com Yoni González, que cabeceou por cima, e logo na sequência com Díaz, que por pouco não completou para o gol, mas Renan Lodi tirou. A melhor chance veio aos 29, de novo com Díaz, que girou chutando e mandou com perigo para fora. 

Atlético-PR tem a bola, mas não ataca

Ao longo do primeiro tempo, o Atlético-PR chegou a ter o controle da bola, mas as trocas de passe não foram efetivas, e os paranaenses praticamente não criaram chances nos primeiros 45 minutos.

Pablo abre o placar e comemora igual Cristiano Ronaldo

O Atlético-PR voltou melhor para o segundo tempo e criou grande chance logo aos dois minutos. Léo Pereira subiu alto após cobrança de escanteio e cabeceou com perigo para fora. Pouco depois, Pablo aproveitou lançamento longo, mostrou velocidade e bateu rasteiro no canto para abrir o placar no Metropolitano. Na comemoração, ele imitou o famoso gesto de Cristiano Ronaldo, pulando e virando de costas antes de cair com os dois pés abertos cravados no chão. Mais tarde, Pablo deixou o jogo com dores na panturrilha. 

Junior empata na sequência

Os donos da casa trataram de reagir rapidamente e buscaram o empate aos oito minutos. Yony González recebeu passe de cabeça e chutou girando no alto do gol de Santos. 

Travessão salva o Atlético-PR

Aos 26 minutos, Ronny derrubou Gutiérrez dentro da área, e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Pérez deu uma paulada e viu o travessão ficar balançando. 

Santos segura Junior no fim

Nos acréscimos, Santos fez duas grandes defesas. Aos 46, abafou chute de Ruiz. Depois, fez grande defesa de longe após novo chute. 

UOL
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.