Suspensão do tenista Feijão por órgão anticorrupção é revertida

Atleta brasileiro havia recebido punição provisória, mais tarde revogada

São Paulo

A suspensão do tenista brasileiro João Souza, o Feijão, pela Unidade de Integridade do Tênis (TIU, na sigla em inglês), órgão responsável por investigar casos de manipulação de resultados no esporte, foi revertida horas depois de ser anunciada no último sábado (6).

Assim como o primeiro comunicado não estabelecia as razões para a punição, a revogação também não deixa claro os detalhes do caso.

A princípio, a suspensão valeria a partir do dia 29 de março e não teria prazo definido. Durante o período em que estivesse suspenso, o atleta não poderia nem sequer comparecer a eventos de tênis.

Agora ele está liberado para competir até que haja um julgamento definitivo, ainda sem data marcada.

A TIU costuma punir atletas envolvidos em casos de manipulação de resultados ou mesmo que receberam ofertas para fazer isso e não denunciaram.

Feijão durante o jogo contra Mayer pela Copa Davis, em 2015
Feijão durante o jogo contra Mayer pela Copa Davis, em 2015 - Marcos Brindicci - 8.mar.15/Reuters

"É com muita alegria que recebi essa notícia. Nunca iria aceitar receber vantagens financeiras para perder uma partida, além de ser antiético, vai contra tudo que penso e coloco em prática na minha vida e carreira", afirmou Feijão por meio de sua assessoria de imprensa.

"Sigo treinando firme e forte, assim como vinha fazendo nas últimas semanas, para voltar aos torneios em San Luís Potosí, no México. Estarei aguardando a próxima orientação do TIU e a designação de data para eventual julgamento definitivo", completou.

Aos 30 anos, Feijão é atualmente o 404º colocado do ranking da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais). Ao longo da carreira, ele esteve algumas vezes no grupo dos cem melhores do mundo e defendeu o Brasil em confrontos de Copa Davis.

Em um deles, contra a Argentina, em 2015, uma derrota dele contra Leonardo Mayer durou 6 horas e 43 minutos, a segunda partida mais longa em simples da história do tênis.

Atualmente, Feijão disputa principalmente torneios de menor importância do circuito profissional.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.