Descrição de chapéu Futebol Internacional

Higuita defende torcedores de comentários homofóbicos por beijo gay

Imagem de beijo entre torcedores do Atlético Nacional, da Colômbia, circulou na internet

São Paulo

Ídolo do Atlético Nacional, da Colômbia, o ex-goleiro colombiano René Higuita saiu em defesa de dois torcedores do clube, ambos homens, que foram vistos aos beijos durante uma partida da equipe.

A imagem do beijo circulou nas redes sociais e desatou uma série de comentários homofóbicos, principalmente de torcedores rivais do time de Medellín.

"Cara, e qual é o problema? Deixem os garotos serem felizes, não estão causando dano a ninguém, além disso Atlético Nacional é amor, é paixão, é alegria, é família! É o mais lindo do futebol... No estádio somos todos bem-vindos e cada quem desfrute à sua maneira", escreveu Higuita nesta segunda-feira (6), em sua conta no Twitter.

Conhecido pelas extravagâncias em campo, o goleiro viveu a melhor fase de sua carreira com a camisa do Atlético Nacional entre 1986 e 1997, com uma breve interrupção de uma temporada atuando no Valladolid, da Espanha.

No clube de Medellín, Higuita conquistou a Copa Libertadores de 1989 e o Campeonato Colombiano de 1994.

Além da "defesa de escorpião", quando defendeu uma bola contra a Inglaterra, em Wembley, saltando para frente e usando os calcanhares, Higuita também se notabilizou pelos gols. Foram 52 marcados ao longo da carreira, encerrada em 2010, aos 43 anos. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.