Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
17/10/2008 - 16h54

Paulinho rebate Serra e diz que acusações escondem responsabilidade sobre greve

Publicidade

CAMILA NEUMAM
DIANA PIMENTEL
colaboração para a Folha Online

O presidente da Força Sindical, deputado Paulinho Pereira da Silva (PDT), rebateu nesta sexta-feira as afirmações do governador José Serra, que acusou a Força Sindical e a CUT (Central Única dos Trabalhadores) de planejar o confronto ocorrido ontem entre polícias Civil e Militar.

Paulinho disse que o governador está tentando esconder a responsabilidade do Estado na condução do impasse e afirmou que Serra foi eleito para resolver problemas e "não só para andar de helicóptero".

Serra acusou a CUT e a Força Sindical de estarem politizando o movimento grevista para influenciar a disputa eleitoral na capital. "Não tenho dúvida nenhuma que tem uma participação ativa da CUT [Central Única dos Trabalhadores], que é ligada ao PT, e da Força Sindical, ligada ao PDT", disse.

Nesta sexta-feira, ao lado do prefeito Gilberto Kassab (DEM) e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Serra atacou Paulinho e afirmou que o deputado planejou o confronto. "O evento de ontem foi programado, proposto pelo Paulinho da Força Sindical, que é um deputado envolvido em escândalos e que tem processo de cassação em andamento e quer pôr uma cortina de fumaça ao redor disso", disse.

Impasse

Em resposta a Serra, o presidente da Força Sindical afirmou que a greve é justa porque os salários da corporação em São Paulo estão defasados. Segundo ele, o papel do governador é negociar. "Serra é quem quer fazer cortina de fumaça para esconder a responsabilidade", disse.

Paulinho negou que o confronto tenha sido planejado e disse que os ânimos vão ficar mais acirrados se não houver solução para o impasse. "Não planejei nada, ele é que não negociou, é só ver os fatos. O problema é que o movimento tende a crescer caso as negociações não evoluam", disse.

Comentários dos leitores
Helen Catalano (1) 24/11/2008 08h54
Helen Catalano (1) 24/11/2008 08h54
Como comentar algo tão ridículo quanto à atitude do nosso deputado?
Tudo que posso afirmar é ele e sua corja de ladrões merecem passar por um terço do que nossos policiais passam todos os dias e apenas depois terão qualificação para julgar a atitude extrema que nossos valorosos prestadores foram obrigados a tomar.
Mais uma vez estes seres de abissal coragem mostraram sua força e determinação.
Aos policiais civis deste estado que empenho total apoio de admiração meus parabéns pela intrepidez que lidaram com mais este obstáculo.
1 opinião
avalie fechar
roney gentil (1) 17/11/2008 09h15
roney gentil (1) 17/11/2008 09h15
quem não gosta da Policia?? Bandidos??só?? 1 opinião
avalie fechar
wilson roberto david mota (3) 16/11/2008 22h05
wilson roberto david mota (3) 16/11/2008 22h05
nada a comentar 1 opinião
avalie fechar
Comente esta reportagem Veja todos os comentários (808)
Termos e condições
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página