Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
28/11/2002 - 19h58

Superpopulação de águas-vivas gigantes toma a costa japonesa

da Folha Online

O Japão tem assistido, nas últimas semanas, o aumento do número de águas-vivas gigantes na costa central do país.

Esses celenterados, cujo nome científico é Stomolophus nomurai, medem quase um metro de diâmetro e pesam até 140 quilos.

Eles foram observados pela primeira vez no mar do Japão em 1920. Porém, segundo o biólogo marinho Toru Yasuda, da Universidade Fukui, os pescadores da região não viam tantas desde 1958. "Nós não sabemos o que causou (o crescimento populacional)", disse Yasuda ao jornal "Japan Times". "Uma razão possível é o aquecimento incomum da temperatura da água."

As águas-vivas começaram a se proliferar no mar do Japão no meio de agosto. Em setembro e outubro, pescadores afirmaram que havia mais de mil presas nas redes.

Leia também:

  • Raelianos anunciam clone para dezembro
  • Pesquisa brasileira vai para o espaço hoje

  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página