Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
24/01/2005 - 13h09

Shows dos Racionais tiveram morte e tumulto em anos anteriores

Publicidade

da Folha Online

Tumulto, pancadaria, tiros e mortes já ocorreram anteriormente em apresentações do grupo de rap Racionais MC's em São Paulo.

Em 22 de novembro de 2003, Pedro Claudino Pinto, 20, morreu depois de ser baleado em frente à casa de espetáculos Espaço das Américas, localizada na Barra Funda, zona oeste de São Paulo.

Ele fazia parte de um grupo de fãs que foi barrado na porta do local onde ocorria o festival Hip Hop na Veia, que reuniu, entre outros, os conjuntos de rap Racionais MC's, RZO, Expressão Ativa, Facção Central e o internacional Killarmy.


Divulgação
O grupo Racionais MCs
A confusão começou quando os seguranças passaram a impedir a entrada do público no festival. Estima-se que cerca de 5.000 pessoas ficaram do lado de fora da casa de espetáculos.

O público que foi barrado na porta da casa teria então tentado invadir o local e arrancado as grades de proteção. De acordo com a polícia, a segurança da casa chegou a soltar dois cães rottweiler na direção da multidão, para conter o tumulto.

Um homem teria, então, atirado várias vezes contra as pessoas. Claudino Pinto, que foi atingido na cabeça, chegou a ser levado para o pronto-socorro da Santa Casa, mas morreu.

Mais confusão

Em seguida, dezenas de carros estacionados na rua e nos arredores foram alvo da multidão. A tropa de choque, da PM, e o Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos), da Polícia Civil, foram acionados para conter o tumulto. Os policiais usaram bombas de gás lacrimogêneo e atiraram para o alto.

Furiosos, os jovens seguiram pela rua Dona Germaine Buchard até a avenida Francisco Matarazzo, destruindo todos os veículos que encontravam pela frente.

O Hipermercado Sondas e um posto de gasolina Ipiranga, localizados na avenida, foram atingidos.

Interior

Em Franca (400 km de SP), Reginaldo Orestes Marques, 23, foi morto com um tiro na cabeça ao discutir com outro jovem durante a apresentação de uma banda local, que abriria o show dos Racionais MC's, em outubro do ano passado.

Na confusão, Jerry Adriano da Silva Nazareth, 19, foi atingido na perna por uma bala perdida.

O show foi cancelado a pedido da banda e o público de aproximadamente 3.000 pessoas, irritado com a decisão, depredou o salão e saqueou objetos.

Leia mais
  • Rapaz morre ao ser baleado em show do grupo Racionais MCs
  • Polícia usará detector de metal na festa do aniversário de São Paulo
  • Placas tentam inibir maconha em praias

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre pessoas baleadas
  • Leia o que já foi publicado sobre o Racionais MCs
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página