Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
18/02/2001 - 18h54

Polícia confirma 34 rebeliões simultâneas em São Paulo

Publicidade

da Folha Online

A Polícia Militar confirmou há pouco que há 34 rebeliões simultâneas no Estado de São Paulo.

A PM divulgou o nomes de 18 presídios do Estado: Complexo Carandiru (Casa de Detenção e Penitenciária do Estado), Centro de Detenção do Belém, Araraquara, Franco da Rocha, Guarulhos (Grande SP), Campinas, Presidente Bernardes, Marília, Mirandópolis, São Vicente, Tremembé, Iperó, Itirapina, Araraquara, Avaré, Hortolândia, Assis.

O presos de Presidente Venceslau também estavam rebelados, mas já terminaram o motim.

Só no Carandiru há 10.000 rebelados, com cerca de 7.000 reféns, incluindo 1.700 crianças.

A ação conjunta dos presos pode ser uma resposta à transferência de nove líderes da facção PCC (Primeiro Comando da Capital), também conhecido como Partido do Crime, na sexta-feira passada. Os detentos pedem a volta de cinco dos transferidos, entre eles o líder conhecido como "Sombra".

No Carandiru, os presos escreveram no chão a sigla PCC além das palavras "paz, justiça e liberdade".

O PCC é uma ramificação do tráfico de drogas no Rio e tem controle sobre os detentos de vários presídios do Estado.

Leia especial sobre a rebelião
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página