Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
19/02/2001 - 20h48

Agentes encontram outro túnel em presídio de Bangu 1, no Rio

Publicidade

DANIELA MENDES
da Folha de S.Paulo, no Rio

Durante revista dos presos no presídio Muniz Sodré (Bangu 1), agentes penitenciários encontraram um túnel de 13 metros de comprimento por 1,5 de largura na galeria B, cela 12, que facilitaria a fuga de 63 presos.

No final de janeiro, na mesma galeria, a polícia do Rio descobriu outro túnel, na cela 1, com 80 metros de extensão, que daria fuga em massa aos presos das unidades de Bangu 1 e Bangu 3.

O túnel estaria sendo financiado pelo Comando Vermelho Jovem.

O traficante Márcio Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, foi apontado como um dos mentores da construção.

Fuga

Na galeria B do presídio Muniz Sodré existem hoje 1.488 presos provisórios que aguardam julgamento. De acordo com o secretário de Justiça, João Luiz Duboc Pinaud, o buraco foi descoberto entre dois beliches e já está sendo fechado.

Uma sindicância foi instaurada para investigar quem, dentre os 63 presos da cela 12, está por trás da construção.

A sindicância vai apurar também se houve a participação de funcionários e de alguma facção do Comando Vermelho que tem grande influência dentro do presídio.

Os presos foram removidos para outra ala cuja localização não foi divulgada por motivos de segurança. "Dentro de 30 dias devemos ter uma posição sobre o ocorrido em Bangu", acredita Pinaud.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página