Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
12/06/2000 - 19h24

Motorista do ônibus escapou do assaltante pela janela

Publicidade

da Sucursal do Rio

O motorista do ônibus sequestrado, José Fernandes dos Santos, 51, trabalha há 12 anos na viação Amigos Unidos. No momento em que polícia ordenou-lhe que estacionasse o coletivo da linha 174 (Gávea-Central do Brasil), ele escapou do assaltante saltando pela janela.

Santos disse que já presenciou mais de dez assaltos na linha, mas que é a primeira vez que acontece um caso desse tipo, com refém.

Folha - Como isso tudo começou?
José Fernandes dos Santos
- Eu saí do ponto final, na Gávea (zona sul do Rio), mais ou menos às 14h20, com poucos passageiros. Quando passei em frente ao hospital da Lagoa (na rua Jardim Botânico), o bandido entrou normalmente, pagou a passagem e sentou em um banco atrás de mim.

Folha - A partir de quando o bandido tomou os passageiros como reféns?
Santos
- Assim que ele sentou, um passageiro fez sinal para descer e avisou para mim, com um gesto, que o bandido estava armado.

Folha - E depois, o que houve?
Santos
- Acho que o passageiro que saiu chamou a polícia. Foi muito rápido. Apareceu um carro da PM e mandou eu encostar. Nessa hora, eu, o trocador e alguns passageiros conseguimos fugir.

Folha - Chegaram mais policiais?
Santos
- Foram muitos. Aí ele (o bandido) tomou uma mulher como refém e a confusão toda aumentou.

Leia mais notícias de cotidiano na Folha Online

Discuta esta notícia nos Grupos de Discussão da Folha Online

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página