Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
13/06/2000 - 12h15

Refém que sobreviveu vai para o MS visitar a família

Publicidade

A estudante Janaína Lopes Neves, que ficou segunda-feira (13) por mais de quatro horas como refém de um assalto a ônibus no Rio de Janeiro, deverá voltar terça-feira a Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, onde mora sua família.

O pai de Janaína, Claudemir das Neves, reconheceu a filha enquanto acompanhava o seqüestro pela televisão e disse que o momento de maior tensão foi quando o seqüestrador disparou um tiro na direção da moça, fazendo com que ela se fingisse de morta, deitada no chão do ônibus.

Durante mais de uma hora e meia, Janaína não aparecia nas imagens da televisão e segundo Claudemir, as notícias eram de que sua filha tinha sido morta.

"Naquele momento, parecia que o coração ia sair pela boca", contou o empresário, que fez um apelo para que as autoridades invistam em segurança pública. Janaína tem 22 anos e é estudante da PUC (Pontifícia Universidade Católica) no Rio de Janeiro. As informações são da Agência Brasil.

Clique aqui para ler toda a cobertura do caso na página especial Pânico no Rio

Leia mais notícias de cotidiano na Folha Online

Discuta esta notícia nos Grupos de Discussão da Folha Online
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página