Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
09/03/2002 - 06h20

Marta dá nome de Paulistão ao Fura-fila; obras devem ser retomadas

Publicidade

da Folha de S.Paulo

O Fura-fila deve ser retomado neste semestre com um novo nome: Paulistão. A mudança foi divulgada ontem pela prefeita Marta Suplicy (PT).

As obras estão paradas há um ano e quatro meses. O ex-prefeito Celso Pitta gastou cerca de R$ 110 milhões na primeira fase, que liga o parque Dom Pedro 2º ao Sacomã. A atual gestão quer estender esse traçado até São Mateus, na zona leste, acrescentando 14 km.

A prefeitura espera o depósito do empréstimo de R$ 264 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que já autorizou a liberação do dinheiro.

Segundo a Folha apurou, a divulgação do nome Paulistão pela prefeita pegou de surpresa técnicos da prefeitura envolvidos diretamente no projeto.

Os 8,5 km do Fura-fila de Pitta, que levariam 70 mil passageiros/dia, foram orçados em R$ 146 milhões. Ao fim do mandato, eram estimados em R$ 274 milhões. O projeto petista é fazer 22,5 km com até R$ 288 milhões, com demanda de 300 mil passageiros/dia.

O aumento da extensão sem reajuste se deve a mudanças estruturais, como troca do veículo. Em vez de ônibus elétrico andando só em canaletas, a idéia é utilizar ônibus híbrido, que combina motor a diesel com a eletricidade gerada por seu movimento. Esses ônibus não exigem rede aérea nem trilho lateral, apesar de poluírem.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página