Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
09/07/2006 - 19h49

Copa-06 fecha com 2ª pior média de gols da história

Publicidade

ANDRÉ LUÍS NERY
da Folha Online

A Copa do Mundo-06, que terminou com o título da Itália --bateu a França por 5 a 3 nos pênaltis após empate por 1 a 1--, teve a segunda pior média de gols das 18 edições da competição. Foram apenas 147 tentos anotados nos 64 jogos --2,30 por duelo.

O desempenho ofensivo em campos alemães foi melhor apenas que a edição de 1990, na Itália, que teve 115 gols em 52 jogos --média de 2,21. A terceira pior performance pertence à Copa de 2002, com 2,52, seguida pela do México-86 (2,54).

Apesar de contar com 64 jogos, a Copa alemã teve apenas um gol a mais que a edição de 1982, que teve 52 partidas. Nas duas primeiras edições com 32 seleções, foram 171 (1998) e 161 (2002) tentos anotados.

Das 64 partidas no Mundial-06, quase 60% teve no máximo dois gols. O 2 x 0 e o 1 x 0 se repetiram 13 vezes cada um, sendo os placares mais comuns do torneio, contra sete 0 x 0. Já o 1 x 1 foi registrado em cinco jogos, incluindo a final.

O torneio deste ano igualou o maior número de 0 x 0 em uma edição do Mundial, repetindo o que aconteceu em 1982, na Espanha, quando a Itália também foi campeã. Em 2002, na Coréia do Sul e Japão, foram registrados três 0 x 0.

A maior média de gols da história das Copas pertence à edição de 1954, disputada na Suíça. O torneio, conhecido pelos placares elásticos, teve 5,38 tentos por jogo. Depois, aparece a de 1938, com 4,66 por confronto.

Leia mais
  • Itália supera tabu, vence França nos pênaltis e é tetracampeã do mundo

    Especial
  • O título da Itália foi justo?
  • Leia cobertura completa da Copa do Mundo-2006
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página