Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
10/07/2006 - 10h50

Comemorações na Itália registram incidentes e mortes

Publicidade

da Folha Online

Inúmeros incidentes em todo o país, resultando em duas mortes e muitos feridos, são os primeiros sinais negativos da comemoração do tetracampeonato mundial na Itália, conseguido ontem depois da seleção vencer a França numa disputa de pênaltis, após empate em 1 a 1 no jogo.

Carlo Alberto Cavenaghi, 20, milanês, aproveitou o clima de comemoração no último domingo, à noite, e saiu junto com um amigo numa lancha inflável de um clube náutico da região de Gênova, sem autorização, e, ao nadar perto do barco, foi atingido pela hélice, perdeu a consciência e morreu afogado.

Em Nápoles, foram registrados diversos atos de vandalismo. Uma dezena de veículos foram incendiados e várias vitrines da cidade, quebradas. Um menino de sete anos ficou ferido ao ser atingido por um vaso urbano jogado para o alto. Foram presos cinco.

Na mesma cidade, Michele Coscina foi assassinado com tiros. Coscina tinha antecedentes criminais ligados a roubos e narcotráfico. Ele foi pego pelos disparos enquanto comemorava o tetracampeonato, andando de moto.

Houve outros atingidos por tiros ne região, e suspeita-se de acertos de conta entre mafiosos no embalo das comemorações.

Em Milão, 100 mil pessoas se reuniram para comemorar o título. A segurança pública atuou em muitas situações, segundo seus registros, mas não houve ocorrências graves. Em Rieti, um jovem perdeu dois dedos de uma mão ao estourar fogos de artifício.

Em Roma, na praça "Campo de Fiori", grupos de torcedores novamente lançaram garrafas contra a polícia --incidente que já havia ocorrido nas comemorações pela semifinal da Copa do Mundo. Os policiais resolveram atacar os torcedores, dispersando a comemoração, que contava também com a presença de famílias com crianças.

Grupos marginais se enfrentaram com a polícia na "Piazza del Popolo", também em Roma. A polícia respondeu com gás lacrimogênio.

E será por Roma que a seleção voltará à Itália nesta segunda-feira. Os jogadores deverão se apresentar aos torcedores no "Circo Massimo", onde se espera a presença de mais de um milhão de pessoas.

Com agências internacionais

Leia mais
  • A Copa no Mundo: "Campioni del Mondo, campioni del Mondo!"
  • Conquista da Itália coroa o jogo coletivo

    Especial
  • Opine: o título da Itália foi justo?
  • Leia cobertura completa da Copa do Mundo-2006
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página