Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
26/12/2000 - 22h00

RETROSPECTIVA: Corinthians vai de campeão mundial a quase 'ultimão'

Publicidade

da Folha Online

O Corinthians conquistou o título mais importante de seus 89 anos de história no dia 14 de janeiro de 2000 _o de campeão mundial.

No Maracanã, maior estádio do mundo, que fez 50 anos no dia 16 de junho, o então vascaíno Edmundo bateu um pênalti para fora e deu a vitória ao clube mais popular de São Paulo.

A partida acabara empatado em 0 a 0. Antes de o atacante desperdiçar a cobrança, o goleiro corintiano da ocasião, Dida, havia defendido penalidade do lateral Gilberto.

Foi o primeiro Campeonato Mundial de clubes que a Fifa organizou. Aconteceu de 5 a 14 de janeiro e contou com oito equipes _além dos dois brasileiros que fizeram a final, o espanhol Real Madrid, o inglês Manchester United, o mexicano Necaxa, o saudita Al Nassr, o australiano South Melbourne e o marroquino Raja Casablanca.

O torneio foi marcado pela desorganização e pelo desprezo dos clubes europeus.

O título coroou o melhor time da existência do clube paulistano, que no ano anterior havia ganho os campeonatos Paulista e Brasileiro, além de render um prêmio de US$ 6 milhões.

Porém o que se seguiu foi apenas desastre. O Corinthians não ganhou mais nada que disputou no ano _Copa São Paulo de juniores, Torneio Rio-São Paulo, Estadual, Copa do Brasil, Taça Libertadores da América e Copas Mercosul e João Havelange.

Nesta última competição, foi o time que menos pontos fez. Só não amargou a última colocação porque teve uma vitória a mais do que o modesto Santa Cruz.

Clique aqui para ver toda a retrospectiva do ano 2000



 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página