Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
10/02/2001 - 18h10

São Paulo permite o empate, mas vence a Inter nos pênaltis

Publicidade

da Folha Online

Com quatro gols nos últimos dez minutos, São Paulo e Inter empataram hoje em 2 a 2, em Limeira, na abertura da quarta rodada Campeonato Paulista. A equipe da capital venceu a decisão por pênaltis por 3 a 2 e ficou com o ponto extra.

Com o resultado, o São Paulo foi a oito pontos na competição, assumindo temporariamente a vice-liderança da competição, ao lado do São Caetano.

A Inter somou o seu primeiro ponto na tabela, se igualando a Matonense e Corinthians na "lanterna" do Paulista.

No início do primeiro tempo, o São Paulo levou um verdadeiro sufoco da Inter, que precisava buscar a vitória a qualquer preço.

Logo aos 2min, a primeira chance da equipe de Limeira. Galego lançou Everaldo na área, que chutou forte, no canto direito. Rogério Ceni fez uma grande defesa.

O time do técnico Sérgio Ramirez continuava pressionando. Aos 3min, Luizinho Vieira cobrou falta da esquerda, e Edmilson cabeceou. Mais uma vez, Rogério salvou o São Paulo espalmando para escanteio.

A equipe do Morumbi melhorou, e passou a explorar a velocidade de Renatinho, e as descidas dos meias Carlos Miguel e Júlio Batista.

Aos 10min, Renatinho desceu pela direita e cruzou para Carlos Miguel desperdiçar uma grande oportunidade. O meia, que retornava à equipe depois de dois meses, chutou em cima do goleiro Nilson.

As duas equipes continuaram perdendo uma série de gols até o fim da primeira etapa.

Os dois times iniciaram o segundo tempo jogando de maneira violenta. O gramado molhado foi um convite às entradas duras de ambas as partes. Logo aos 3min, o lateral Galego, da Inter, foi expulso após entrada violenta em Belletti.

Mesmo com um jogador a menos, a Inter continuou jogando de igual para igual com o São Paulo. As duas equipes também perderam várias chances de gol durante toda segunda etapa.

A Inter mandou uma bola na trave com Alex Rossi, aos 37min. O São Paulo perdeu uma chance incrível com Rogério Ceni. O goleiro cobrou uma falta no ângulo de Nílson, que fez uma linda defesa.

Os gols só saíram nos oito minutos finais _três do tempo regulamentar e cinco dos descontos.

O São Paulo abriu o placar aos 42min Renatinho desceu pelo meio e tocou para França, que sem marcação tocou por cobertura.

A equipe do Morumbi ampliou o marcador aos 44min. Gustavo Nery fez grande jogada pela esquerda e chutou forte. Nilson não segurou, e Renatinho completou para as redes.

Quando, mais uma vez, o jogo parecia definido, a valente equipe da Internacional foi buscar o empate. Aos 46min, Lúcio recebeu na área e diminui. Aos 49min, Luizinho Vieira cobrou falta com perfeição e levou a decisão para os pênaltis.

O mesmo Luizinho Vieira desperdiçou a cobrança que abriu caminho para a vitória do São Paulo. Renatinho marcou o gol da vitória da equipe do técnico Oswaldo Alvarez.

INTERNACIONAL
Nilson; Marco Antônio (Marlon), Ramalho, Edmilson e Galego; Valdir (Dirley), Emerson, Everaldo (Hilton) e Luisinho Vieira; Lúcio e A. Rossi
Técnico: Sérgio Ramirez

SÃO PAULO
Rogério, Reginaldo, Rogério Pinheiro (Cacá) e Wilson; Belletti, Alexandre, Júlio Batista (Jean), Carlos Miguel (Reginaldo Araújo) e Gustavo Nery; Renatinho e França
Técnico: Oswaldo Alvarez

Local: Major Levy Sobrinho, em Limeira
Juízes: Paulo César de Oliveira e Sílvio César Talarico
Renda e público: não divulgados
Cartões amarelos: Ramalho, Valdir, Hilton e Emerson (I); Gustavo Nery e Alexandre (S)
Cartões vermelhos: Galego, Emerson e Reginaldo
Gols: França, aos 42min, Renatinho, aos 44min, Lúcio, aos 46min, e Luisinho Vieira, aos 59min do segundo tempo
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página