Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
10/06/2001 - 18h06

Ex-corintiano livra Grêmio da derrota para Corinthians no Olímpico

Publicidade

da Folha Online

Grêmio e Corinthians empataram em 2 a 2 hoje à tarde, no estádio Olímpico, em Porto Alegre, na primeira partida da final da Copa do Brasil.

Depois de estar perdendo por 2 a 0 em casa, o time gaúcho conseguiu reagir e assim se mantém na briga pelo título da competição. O jogo de volta da decisão será no próximo domingo, dia 17, em São Paulo.

Com este resultado, a equipe do Parque São Jorge se sagrará campeã com um empate sem gols ou de 1 a 1. O Grêmio precisa vencer ou buscar um empate por mais de três gols. Em caso de novo empate por 2 a 2, o título será decidido nas cobranças das penalidades máximas.

Marcelinho e Muller marcaram primeiro para o Corinthians. Luiz Mario, que foi negociado pelo clube paulista, fez os dois para a equipe gaúcha.

Muita marcação e poucas chances de gols de ambos os lados foram a síntese do primeiro tempo. O Grêmio pressionou um pouco mais no campo adversário e conseguiu chutar mais a gol, principalmente em faltas na entrada da área corintiana. O lateral Anderson e o meia Zinho não levaram sorte nas cobranças e o goleiro Maurício esteve tranquilo nas defesas.

Bem ao seu estilo, o Corinthians aguardava em seu campo e, quando roubava a bola, tentava sair em velocidade nos contra-ataques, mas sem sucesso.

Aos 28min, o time paulista deu sorte e conseguiu encontrar um gol. Marcelinho arriscou chute de fora da área, de longe. O zagueiro Marinho tentou cortar de cabeça e desviou para dentro do gol, tirando o goleiro Danrlei da jogada.

No final do primeiro tempo, o lateral Rubens Cardoso cavou pênalti, mas o juiz Marcio Rezende de Freitas não foi na dele e mostrou o amarelo para o jogador, mesmo com as reclamações dos gremistas.

Para a etapa complementar, muito mais emoção em campo. Avançando a sua marcação na intermediária ofensiva, o Corinthians passou a ameaçar a meta de Danrlei. Logo aos 6min, Muller recebeu na esquerda da pequena área, deu um drible seco em seu marcador e soltou uma bomba, fazendo 2 a 0.

Com a vantagem no placar, o time paulista acomodou-se em campo e deu espaço para o Grêmio. Na base do sufoco, o time gaúcho começou a chegar com perigo na meta de Maurício. Aos 19min, o ex-corintiano Luiz Mario aproveitou sobra na área e tocou no canto esquerdo, diminuindo o marcador: 2 a 1.

Cinco minutos depois, Luiz Mario fez o segundo dele, em jogada individual e contando com a colaboração de Maurício, que falhou feio. O atacante driblou um zagueiro e chutou cruzado. O goleiro corintiano caiu para fazer a defesa, mas desviou sem força, para dentro do gol. Em seguida, desculpou-se com seus companheiros, reconhecendo o erro.

O técnico Wanderley Luxemburgo trocou Muller por Marcos Senna e conseguiu melhorar a marcação no meio-campo, controlando as ações ofensivas do Grêmio. No final, empate de 2 a 2.

Para a segunda partida decisiva, o time paulista não poderá contar com o meia André Luiz, que recebeu o terceiro amarelo e cumprirá suspensão automática. Em contrapartida, o Grêmio terá o retorno do atacante Marcelinho Paraíba, que ficou de fora hoje por estar suspenso.

GRÊMIO
Danrlei; Marinho, Mauro Galvão e Anderson Polga; Anderson Lima, Eduardo Costa, Tinga, Zinho e Rubens Cardoso; Warley (Cláudio) e Luiz Mário
Técnico: Tite

CORINTHIANS
Maurício; Rogério, Scheidt, João Carlos e Kléber; Otacílio, André Luiz, Marcelinho e Ricardinho; Ewerthon e Muller
Técnico: Wanderley Luxemburgo

Local: Olímpico, em Porto Alegre
Juiz: Márcio Rezende de Freitas (MG)
Gols: Marcelinho, aos 29min do primeiro tempo. Muller, aos 6min, Luiz Mario, aos 19min e aos 24min do segundo
Amarelos:Rubens Cardoso e Eduardo Cardoso (G). Scheidt, André Luiz, Otacílio e Ewerthon (C)

Leia mais sobre a Copa do Brasil:

  • Home

  • Calendário

  • Chave

  • Artilheiros

  • Regulamento

  • Campeões

  • História

  • Grupos de discussão

  • Enquete

  • Links


  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página