Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
27/08/2001 - 14h14

Em 94, Serginho foi demitido do Santos após agredir jornalista

Publicidade

ALMIR RIZZATTO
da Folha Online

O cargo de técnico não traz boas recordações a Serginho Chulapa. Em 1994, o Santos, treinado por Pepe, fazia fraca campanha no Campeonato Brasileiro e depois de sofrer uma goleada para o Palmeiras, a diretoria resolveu demitir o ex-ponta esquerda.

Chulapa, até então auxiliar, foi efetivado como treinador. Com ele no comando, o time havia reagido, o ex-centroavante começava a se destacar na nova profissão, mas no dia 16 de novembro daquele ano, após a derrota de 2 a 1 para o arqui-rival Corinthians, no Pacaembu, Serginho perdeu o controle.

Ainda nos vestiários, agrediu com uma cabeçada o repórter Gilvan Ribeiro, que trabalhava no jornal "Diário Popular", após este ter supostamente ironizado o treinador pelo resultado. Dias depois, Chulapa foi demitido.

No início de 95, foi contratado pelo União São João para a disputa do Campeonato Paulista, mas permaneceu durante pouco tempo na equipe de Araras.

Em janeiro do ano passado, chegou junto com Geninho ao Santos e, com o pedido de demissão do técnico, foi efetivado hoje e já dirige a equipe contra o Atlético-PR, na quarta-feira, em Curitiba.

Leia também:

  • Geninho cai, e Serginho Chulapa é o novo técnico do Santos

  • Em 34 partidas, Santos perdeu 9 sob o comando de Geninho

  • Dirigente santista se diz surpreso com a atitude de Geninho


  • Leia mais:
  • Artilheiros

  • Regulamento

  • Calendário

  • Campeões

  • Curiosidades

  • Classificação

  • História

  • Clubes

  • Divirta-se

  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página