Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
03/10/2001 - 23h39

Santos supera retranca são-paulina e vence clássico paulista

Publicidade

da Folha Online

Com um gol de Viola, de pênalti, o Santos venceu o clássico paulista contra o São Paulo, por 1 a 0, no estádio da Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro. O placar só não foi mais elástico para a equipe da cidade litorânea porque o goleiro Rogério Ceni estava em noite inspirada.

O resultado recoloca o Santos na zona de classificação do campeonato nacional, com 25 pontos, na sexta colocação. O São Paulo permanece com 24, na oitava posição.

O time do Morumbi volta a jogar no próximo sábado, em novo clássico estadual, dessa vez contra o Palmeiras. No mesmo dia, o Santos recebe o São Caetano.

O jogo

Desfalcado de pelo menos quatro titulares _França, Emerson e Belletti estão servindo à seleção brasileira, e Leonardo está machucado_, além de Carlos Miguel, também contundido, o São Paulo entrou em campo retrancado, com o meio-campo formado por três volantes _Alexandre, Douglas e Fábio Simplício.

Limitado e sem criatividade, o time do Morumbi quase não ameaçou o gol santista e foi sucumbido pela pressão do rival. Logo aos 2min de jogo, após cruzamento na área, Elano cabeceou cara a cara com Rogério, que fez boa defesa.

Sete minutos depois, novamente Rogério brilhou, dessa vez no ataque ao cobrar uma falta na trave esquerda do gol santista.

Aos 13min, Luis Fabiano agarrou Viola na área e o juiz paulista Cléber Abade marcou pênalti. Viola cobrou no ângulo esquerdo do goleiro e abriu o placar.

Após seis minutos, Marcelinho lançou Robert na área, que chutou cruzado para outra grande defesa do goleiro são-paulino, que ainda brilhou aos 34min, espalmando cabeçada de Preto.

Na segunda etapa o jogo ficou tenso. Aos 18min, em confusão no meio-campo, Wilson e Robert trocaram tapas e o juiz expulsou os dois.

Após as expulsões, o Santos passou a administrar o resultado e o São Paulo buscava o gol desesperadamente. As melhores chances saíram dos pés de Júlio Baptista e Reinaldo, que entrou no lugar de Alexandre, ambas de fora da área.

SANTOS
Fábio Costa; Russo, Preto, Cléber e Leo (Valdir), Paulo Almeida, Marcelo Silva (Orestes), Elano (Renato) e Robert; Marcelinho e Viola
Técnico: Cabralzinho

SÃO PAULO
Rogério; Reginaldo Araújo, Reginaldo, Wilson e Gustavo Nery; Alexandre (Reinaldo), Douglas, Fábio Simplício (Jean) e Júlio Baptista; Kaká (Maurício) e Luis Fabiano
Técnico: Nelsinho Baptista

Local: estádio da Vila Belmiro, em Santos;
Juiz: Cleber Welington Abade (SP);
Cartões amarelos: Viola (S); Alexandre, Reginaldo Araújo e Luis Fabiano (SP);
Cartões vermelhos: Robert (S) e Wilson (SP);
Gols: Viola (pênalti), aos 13min

Leia mais sobre o Brasileiro:

  • Home

  • Artilheiros

  • Classificação

  • Regulamento

  • Calendário

  • Campeões

  • Curiosidades

  • História

  • Grupos de discussão

  • Divirta-se

  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página