Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
22/06/2002 - 06h12

Beneficiada pela arbitragem, Coréia do Sul amplia feito histórico

Publicidade

da Folha Online

A Coréia do Sul, que já havia atingido várias marcas históricas na Copa-2002, tornou-se hoje a primeira seleção asiática a atingir as semifinais de um Mundial.

Logo na estréia, a equipe comandada pelo holandês Guus Hiddink conquistou a primeira vitória do país, depois de seis participações. No terceiro jogo, obteve a inédita classificação à segunda fase.

Neste sábado, apoiados por uma vibrante torcida e por erros de arbitragem _como nas oitavas-de-final contra a Itália_, os sul-coreanos eliminaram a Espanha, nos pênaltis. Clique aqui para saber como foi o jogo, minuto a minuto.

O juiz egípcio Gamal Ghandour anulou um gol regular espanhol no primeiro tempo e outro na morte súbita, que também terminou sem gol.

Nas cobranças de penalidades, a Coréia do Sul teve 100% de aproveitamento, enquanto Joaquin Sánchez desperdiçou a quarta.

Os espanhóis reclamaram muito _antes do início da prorrogação, o técnico José Antonio Camacho chegou a entrar em campo para tomar satisfações com o árbitro_, mas não adiantou.

Além dos erros da arbitragem, a Espanha também sofreu com a falta de sorte: no segundo tempo da morte súbita, o atacante Morientes tentou encobrir o goleiro Lee Woon-Jae, mas acertou a trave.

Polêmicas à parte, a Coréia do Sul virou uma das maiores zebras da história do futebol ao superar equipes de tradição, como Portugal, na primeira fase, e a Itália, nas oitavas-de-final, além da Espanha.

Os donos da casa abrem as semifinais na terça-feira, às 8h30 (de Brasília), contra a Alemanha, que eliminou ontem os Estados Unidos.

ESPANHA
Casillas; Puyol, Fernando Hierro, Nadal, Romero;Iván Helguera (Xavi), Baraja; Valerón (Luis Enrique), Joaquín, De Pedro (Mendieta);Fernando Morientes.
Técnico: José Antonio Camacho

CORÉIA DO SUL
Lee Woon-Jae; Song Chong-Gug, Choi Jin-Cheul, Hong Myung-Bo , Kim Tae-Young (Hwang Sun-Hong); Yoo Sang chul (Lee Chun-Soo), Kim Nam-Il (Lee Eul-Yong), Lee Young-Pyo; Park Ji-Sung, Ahn Jung Hwan, Seol Ki-Hyeon
Técnico: Guus Hiddink

Local: Gwangju, na Coréia do Sul
Árbitro: Gamar Gandul (EGI)
Cartões amarelos: De Pedro e Morientes (E), Yoo Sang-Chul (C)

Veja também:

  • Técnico espanhol reclama do árbitro

  • Capitão da Espanha faz despedida

  • O sonho é realidade, diz Hiddink


  • Confira como está a Fase Final da Copa
    Saiba mais sobre: Coréia do Sul
    Saiba mais sobre: Espanha
    Leia mais: Copa do Mundo-2002
     

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página