Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
16/07/2003 - 23h40

Santos vence de virada na Vila e se mantém em 3º no Brasileiro

da Folha Online

A pontaria, que tanto atrapalhou o Santos em jogos recentes, foi fundamental para a vitória de 2 a 1 sobre a Ponte Preta, de virada, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro.

Em dois chutes precisos, no ângulo esquerdo do goleiro Lauro, o atual campeão brasileiro marcou com o atacante Ricardo Oliveira e com o zagueiro André Luís. Jean abriu o placar para o time campineiro.

Com a vitória os santistas chegam aos 34 pontos, seis a menos que o líder Cruzeiro, e permanecem em terceiro lugar. A equipe mineira, entretanto, tem um jogo a mais --19 contra 18. A Ponte, com 20 pontos, continua em 20º, próxima à zona de rebaixamento.

No início do jogo o Santos buscou o gol em chutes de longa distância, mas não teve sucesso com Elano, Jerri e Renato. Ricardo Oliveira, aos 33min, quase marcou. Ele recebeu passe de Nenê, avançou e bateu forte, rasteiro. A bola passou rente à trave direita de Lauro.

Dois minutos depois a Ponte surpreendeu e abriu o placar. Jean levou a bola para o meio, na entrada da área santista, e acertou o canto direito de Júlio Sérgio.

O Santos conseguiu chegar ao empate ainda no primeiro tempo, aos 41min. Ricardo Oliveira, que não marcava um gol há mais de dois meses, recebeu um passe de Nenê, chutou forte e colocou a bola no ângulo esquerdo. Seu último gol havia sido contra o Nacional, pela Taça Libertadores, no dia 7 de maio.

Na segunda etapa, logo aos 6min, André Luís também marcou um belo gol. O zagueiro, que há muito tempo vinha tentando acertar uma cobrança de falta, compensou a longa espera ao acertar um potente chute, indefensável, também no ângulo esquerdo de Lauro.

O Santos quase fez o terceiro aos 13min, em uma jogada de lateral para lateral. Reginaldo Araújo cruzou da direita e Léo, como um centroavante, se antecipou à zaga adversária e desviou de cabeça. A bola saiu perto da trave direita do goleiro ponte-pretano.

A partir daí a equipe de Leão --que foi expulso de campo no primeiro tempo-- recuou e chegou a ser pressionada pela Ponte, que por pouco não chegou à igualdade no placar aos 43min. Em um chute despretensioso de Adrianinho, da intermediária, Júlio Sérgio deixou a bola passar por baixo de seu corpo, mas depois se recuperou, quase em cima da linha.

SANTOS
Júlio Sérgio; Reginaldo Araújo, Pereira, André Luís e Léo; ALxandre, Renato, Elano e Jerri (Rubens Cardoso); Nenê e Ricardo Oliveira.
Técnico: Emerson Leão

PONTE PRETA
Lauro; Marquinhos (Sérgio Alves), Gabriel, Rafael Santos e Alan; Romeu,
Roberto (Roger), Adrianinho e Nenê (Ricardo Conceição); Fabrício Carvalho e Jean.
Técnico: Abel Braga

Local: estádio da Vila Belmiro, em Santos
Árbitro: Romildo Correia (SP)
Cartões amarelos: Reginaldo Araújo, Alexandre, Pereira, Roberto, Romeu e Alan
Renda: R$ 42.036,00
Público: 3.712 pagantes
Gols: Jean, aos 36min, e Ricardo Oliveira, aos 42min do primeiro tempo; André Luís, aos 6min da etapa final

Especial
  • Campeonato Brasileiro
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página