Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
30/11/2003 - 17h55

Santos perde jogo, título e invencibilidade de dez jogos

Publicidade

da Folha Online

Além de ver o Cruzeiro comemorar o título, o Santos perdeu para o Goiás por 3 a 0, neste domingo, em Goiânia, e viu ruir sua sequência de dez jogos invictos. A equipe da Baixada não era derrotada no Campeonato Brasileiro desde 27 de setembro, quando caiu por 1 a 0 diante do Inter-RS, em Porto Alegre.

Sem Robinho, suspenso, o time comandado por Emerson Leão apresentou um futebol sem nenhuma inspiração e teve que se contentar com o vice-campeonato. Já os goianos demonstraram mais vontade e chegaram à vitória com gols de Grafite, Pereira (contra) e Dimba. Este último, inclusive, assumiu a liderança isolada da artilharia, com 30, e superou o recorde de Edmundo, que fez 29 em 1997.

Nas duas últimas rodadas, os santistas, que seguem com 85 pontos, enfrentarão Grêmio (casa) e Vasco (fora). O Goiás, agora com 65 pontos, receberá o Figueirense e depois jogará com o Atlético-MG, em Belo Horizonte.

O jogo

O Santos criou a primeira boa oportunidade na partida, logo aos 8min. Reginaldo Araújo saiu da lateral direita, foi para o meio e tocou bem para Léo, mas o goleiro Rodrigo foi mais rápido, saiu nos pés do ala canhoto e ficou com a bola.

O Goiás ameaçou aos 25min. Após confusão na área santista, Grafite bateu com força e a bola tocou no travessão antes de sair. Oito minutos depois foi a vez de Fabiano acertar um potente chute no travessão goiano.

Os donos da casa dominaram nos minutos finais do primeiro tempo e chegaram ao gol aos 38min. Gustavo cruzou da direita, Grafite subiu mais que a zaga do Santos e, de cabeça, acertou o ângulo direito do goleiro Júlio Sérgio. Antes do intervalo, Marabá ainda teve a chance de ampliar a vantagem, mas o meia bateu por cima do gol.

Na segunda etapa, logo aos 8min, o Goiás fez 2 a 0. Gustavo levantou da direita e o zagueiro santista Pereira, que havia acabado de entrar no lugar de André Luís, desviou contra o próprio gol.

Depois deste lance o time de Leão ficou muito nervoso em campo. Além de não conseguir criar nenhuma jogada, passou a parar os lances com faltas violentas. A torcida então passou a gritar olé, o que irritou ainda mais os santistas.

No final do jogo, o zagueiro Alex cometeu pênalti em Grafite e Dimba converteu, entrando para a história do Brasileiro.

GOIÁS
Rodrigo; Gustavo, Cléber, Pedro Paulo e Esquerdinha (Michel); Josué, Simão, Marabá e Danilo (Thiago); Grafite e Dimba.
Técnico: Cuca

SANTOS
Júlio Sérgio; Reginaldo Araújo, André Luís (Pereira), Alex e Léo; Daniel (Alexandre), Renato, Elano e Diego; Jerri (Wellington) e Fabiano.
Técnico: Emerson Leão

Local: estádio Serra Dourada, em Goiânia
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (RS)
Cartões amarelos: Danilo, Rodrigo, André Luís, Daniel, Elano e Fabiano
Gols: Grafite, aos 38min do primeiro tempo; Pereira (contra), aos 8min, e Dimba, aos 40min do segundo tempo

Especial
  • Campeonato Brasileiro
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página