Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
26/10/2005 - 10h01

Sucesso na internet, Kibe Loco vai para o "Caldeirão do Huck"

Publicidade

JULIANA CARPANEZ
da Folha Online

Em julho deste ano, o publicitário Antonio Pedro Tabet, 31, largou seu emprego em uma agência de publicidade para se dedicar somente ao site humorístico Kibe Loco. Pouco tempo depois seu plano de exclusividade foi abaixo, mas por um bom motivo: ainda neste ano, ele estréia um quadro no "Caldeirão do Huck", exibido aos sábados pela Rede Globo.

O publicitário já integra a equipe de criação do programa, da qual também fará parte, e trabalha para definir os detalhes do quadro. Apesar de ainda não ter um modelo pronto, ele garante: "não vamos mostrar apenas charges [estas imagens são tradicionais no site]. Queremos fazer um humor parecido com o do Kibe Loco, mas usando outros formatos".

Arquivo pessoal
Antonio Tabet, que comanda o Kibe Loco
Antonio Tabet, que comanda o Kibe Loco
O critério para selecionar o material será igual para os dois veículos. "Só coloco no site aquilo que realmente acho engraçado e farei o mesmo na televisão", diz.

Os temas, no entanto, devem ser diferentes. Tabet explica que não faria sentido falar, por exemplo, sobre Aldo Rebelo (presidente da Câmara) em um programa transmitido nas tardes de sábado. No site, por sua vez, ele não hesita em abordar assuntos ligados à política --mesmo aqueles mais complicados, seguidos pelo link "para entender, clique aqui".

Os atuais seguidores do Kibe Loco --a média é de 100 mil visitantes únicos por dia-- podem ficar tranqüilos em relação ao estilo da página humorística. "Nada muda com minha entrada para a Globo; continuarei tendo a mesma liberdade no site. O convite surgiu porque eles [da emissora] gostam do que faço na internet."

A parceria teve início no mês passado, depois de uma conversa entre Tabet e o apresentador Luciano Huck. Os dois já haviam se falado antes
--por conta de um projeto ainda não divulgado-- e, em setembro, acertaram a criação deste novo quadro. "Descobri que, para trabalhar na Globo, beleza não é fundamental", brinca o novo contratado.

Internet

A ida do Kibe Loco para a televisão mostra o fortalecimento da internet como veículo de mídia, seja para notícias sérias ou entretenimento. O universo virtual passou, inclusive, a ser considerado um concorrente das emissoras --estima-se que os internautas assistam menos TV do que as pessoas sem acesso à rede.

Ao contrário do que acontece com os veículos tradicionais, a web permite que qualquer pessoa expresse suas opiniões e divulgue aquilo que bem entender. "A concorrência no universo virtual é muito maior. Se você se destaca na internet, alguma virtude você tem", diz o publicitário.

Com a liberdade na publicação de conteúdos, muitas vezes surgem figuras que ficam famosas depois de roubar a cena virtual. Entre as "celebridades" estão a nutricionista Ruth Lemos (a "criadora" do "sanduíche-íche") e o jovem que rodou o mundo no vídeo em que aparecia dançando "Dragostea Din Tei", do trio romeno O-Zone.

Leia mais
  • Internet "rouba" audiência da televisão, diz estudo
  • Humorístico Kibe Loco dribla clichês no país da piada pronta
  • Blogs apostam em humor para concorrer a prêmio internacional
  • William Bonner imita Clodovil em vídeo que está na internet

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre o site Kibe Loco
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página