Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
19/06/2006 - 18h19

Almir Sater pega carona em novela e lança CD após 10 anos

Publicidade

JULIANA ALENCAR
do Agora

Às vésperas de sua volta às novelas --ele será Mariano, peão que disputa o coração de Francisca (Angelina Muniz) com Geraldo (Sérgio Reis), em "Bicho do Mato", próxima novela das sete da Record--, Almir Sater, 49, prepara o lançamento de seu primeiro CD só com músicas inéditas em dez anos.

O compositor, que gravou com Sérgio Reis a trilha sonora da trama global "O Rei do Gado" (1996), volta no novo disco sem o parceiro da fictícia dupla Pirilampo e Saracura.

"Geraldo e Mariano são apenas dois peões, que não levam a música como uma profissão. Quando pegam na viola é porque querem impressionar Francisca", brinca Sater.

Os dois não gravarão juntos novamente porque o CD é um sonho antigo do cantor. "Este novo disco é um projeto anterior à novela. A maioria das músicas foram compostas em 2000, durante uma temporada que passei no Pantanal", diz. Sater ficou recluso em sua fazenda na região por três meses. Lá, compôs músicas como "Lua Nova", "No Rastro da Lua Cheia" e "Serra de Maracaju", que estarão no novo CD. "São canções que falam sobre a mudança dos tempos", afirma.

O álbum, que ainda terá composições do parceiro Renato Texeira e participação de Dominguinhos, foi gravado de forma independente no estúdio de sua casa, em São Paulo. A data de lançamento ainda não foi definida.

Algumas das canções do novo trabalho, no entanto, já poderão ser ouvidas como fundo das cenas da nova trama da Record. A pedido do diretor-geral de "Bicho do Mato", Edson Spinello, Sater enviou algumas composições que deverão embalar a disputa do amor de Francisca (Angelina Muniz) por Mariano e Geraldo. Segundo a emissora, Sérgio Reis também terá músicas suas no CD da novela.

Bico

Como o peão Mariano de "Bicho do Mato", Almir Sater atuará em sua quarta novela. O compositor, que estreou na TV em "Pantanal" (1990), foi convencido pelo amigo, Sérgio Reis a "entrar no ramo". "O Serjão é meu carma", brinca Sater, que atuou com o amigo em todos os folhetins em que trabalhou.

A experiência, porém, nunca o animou a se dedicar à carreira. "Novela é um bico. Eu sou músico. Fazer novela é muito difícil e cansativo. O ritmo de gravações é insano, você fica sem casa", afirma.

A última novela da qual participou foi "O Rei do Gado" (1996), em que interpretava, ao lado de Reis, a dupla sertaneja fictícia Pirilampo e Saracura. Na época, gravaram um CD. "Fizemos até show como a dupla", relembra.

Leia mais
  • "Bicho do Mato" traz vilã de visual renovado
  • "Pantanal" da Record terá Jonas Bloch como vilão
  • Record intensifica gravações de "Bicho do Mato" no Pantanal

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre a novela "Bicho do Mato"
  • Leia a cobertura completa sobre novelas
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página