Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
23/12/2006 - 10h45

Novas enciclopédias virtuais ameaçam o reinado da Wikipédia

Publicidade

da Efe, em Nova York

O sucesso da enciclopédia virtual Wikipédia, em que qualquer pessoa pode introduzir ou modificar artigos, está ameaçado pela aparição de novas iniciativas como a Citizendium e a Scholarpedia, que visam oferecer informação com maior confiabilidade e seriedade.

Mas destronar a gigante Wikipédia não é fácil: em apenas três anos e meio de vida, o site conseguiu acumular mais de um milhão de artigos apenas em inglês, 50 idiomas e colaboração de 10 mil editores.

Nos últimos meses, projetos que enfatizam a busca de comprovação de cada um dos artigos ganharam espaço na web.

Entre eles figura a Scholarpedia, um projeto muito similar à Wikipédia, mas onde só podem ser introduzidos artigos de especialistas convidados --que também se tornam revisores de seus próprios textos.

Isso significa que quando algum usuário quiser modificar, ampliar ou corrigir livremente um artigo, o texto final deverá ser autorizado pelo especialista que o redigiu inicialmente.

Muito mais exigente é a Citizendium, idealizada como um banco de artigos e referências aberto à colaboração de qualquer usuário da internet, mas sob a chefia de editores especialistas que devem usar seus nomes reais.

Curiosamente, esta iniciativa, em fase de testes e que ganhará "vida" no ciberespaço em algumas semanas, é liderada pelo co-fundador da Wikipédia, Larry Sanger, que, após ver crescer seu projeto durante cinco anos, passou a ser um de seus principais críticos.

"A Wikipédia teve grande sucesso, mas é possível melhorar muito", disse Sanger quando anunciou o projeto, há alguns meses.

A Citizendium, que se estabelecerá como uma organização independente e sem fins lucrativos, prevê uma "separação gradual e progressiva" da Wikipédia em inglês. Porém, inicialmente o conteúdo será copiado e revisado pelos editores.

"A incorporação de editores e eliminação das contribuições anônimas melhorará o conteúdo da Wikipédia, que é extremamente útil, mas freqüentemente falha. O resultado será não só enorme e de graça, mas confiável", aponta Sanger.

A meta final da Citizendium será melhorar ou até substituir o conteúdo da Wikipédia. Seus editores darão o selo de "aprovado" aos artigos que considerem de qualidade, embora sem "congelá-los" para que os autores possam continuar trabalhando nele.

Apesar de se encontrar ainda apenas em fase de teste, apoiado em uma plataforma tecnológica gratuita, a Citizendium já conta com cerca de 340 membros em seu fórum virtual, onde as discussões se concentraram em quais deveriam ser suas políticas reitoras.

A participação no projeto piloto é feita sob convite, e entre os editores estão Ruth Ifcher, que colaborou com a Nupedia e a Wikipédia, os antecessores da Citizendium.

A Nupedia era a "irmã séria" de Wikipédia, um projeto enciclopédico lançado em paralelo, também gratuito, que operou entre 2000 e 2003 e morreu devido a problemas financeiros e de software, sob a sombra avassaladora da Wikipédia.

A Wikipédia foi fundada há cinco anos por Sanger e Jimmy Wales, e alguns artigos de imprensa afirmam que o nascimento de Citizendium parece ser uma resposta à velha rivalidade entre ambos.

Contudo, alguns observadores apontam que, com o tempo, esta suposta rivalidade beneficiará igualmente a todos, já que a coexistência do "amadorismo" da Wikipédia com o "profissionalismo" da Citizendium poderia contribuir para o nascimento da "tão sonhada refinada enciclopédia" de graça.

Leia mais
  • Confira verbetes da Desciclopédia sobre dez celebridades
  • "Wikipédia do mal" escracha celebridades com humor negro
  • Filho de Cid Ferreira lança "orkut evangélico" de R$ 880 mil
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página