DE SÃO PAULO

Bruno Mars se consagrou o grande vencedor do 60º Grammy, que aconteceu na noite deste domingo (28), em Nova York.

O havaiano levou seis gramofones, três dos principais reconhecimentos da principal premiação da indústria musical americana.

O rapper Kendrick Lamar, indicado a sete categorias, levou cinco prêmios, incluindo o de melhor álbum de rap por "DAMN.".

A cerimônia ocorreu em Nova York pela primeira vez em 15 anos e foi palco de discursos políticos e homenagens a astros que morreram no último ano.

Neste ano, a premiação destacou artistas negros e latinos em suas categorias mais importantes, um contraste com a edição anterior, na qual artistas brancos levaram os gramofones mais disputados.

As mulheres, que protagonizaram ato contra assédio sexual, foram minoria na corrida pelos prêmios principais –a exceção foi Alessia Cara, premiada como artista revelação.

Veja a lista dos artistas premiados.

Álbum do Ano: "24K Magic", de Bruno Mars

Gravação do Ano: "24K Magic", de Bruno Mars

Canção do Ano: "That's What I Like", de Bruno Mars

Melhor Álbum de Rap: "DAMN.", de Kendrick Lamar

Melhor Performance Solo Pop: "Shape of You", de Ed Sheeran

Artista Revelação: Alessia Cara

Melhor Álbum Country: "From a Room: Volume 1", de Chris Stapleton

Melhor Álbum de Comédia: "The Age of Spin and Deep in the Heart of Texas", de Dave Chappelle

Melhor Performance de Rap: "Loyalty", de Kendrick Lamar com participação de Rihanna

Melhor Performance de Duo/Grupo Pop: "Feel It Still", de Portugal. The Man

Melhor Álbum Pop Vocal Tradicional: "Tony Bennett Celebrates 90", vários artistas (coletânea)

Melhor Álbum Vocal de Pop: "Divide", de Ed Sheeran

Melhor Gravação Dance: "Tonite", de LCD Soundsystem

Melhor Álbum de Dance/Eletrônica: "3-D The Catalogue", de Kraftwerk

Melhor Álbum Instrumental Pop: "Prototype", de Jeff Lorber Fusion

Melhor Performance de Rock: "You Want It Darker", de Leonard Cohen

Melhor Performance de Metal: "Sultan's Curse", de Mastodon

Melhor Canção de Rock: "Run", de Foo Fighters

Melhor Álbum de Rock: "A Deeper Understanding", de The War on Drugs

Melhor Álbum de Música Alternativa: "Sleep Well Beast", de The National

Melhor Performance de R&B: "That's What I Like", de Bruno Mars

Melhor Performance Tradicional de R&B: "Redbone", de Childish Gambino

Melhor Música R&B do Ano: "That's What I Like", de Bruno Mars

Melhor Álbum Urbano Contemporâneo: "Starboy", de The Weeknd

Melhor Álbum R&B: "24K Magic", de Bruno Mars

Melhor Performance de Rap: "HUMBLE.", de Kendrick Lamar

Melhor Canção de Rap: "HUMBLE.", de Kendrick Lamar

Melhor Performance Solo de Country: "Either Way", de Chris Stapleton

Melhor Performance Country em Duo ou Grupo: "Better Man", de Little Big Town

Melhor Canção Country: "Broken Halos", de Chris Stapleton

Melhor Álbum New Age: "Dancing on Water", de Peter Kater

Melhor Improvisação de Jazz Solo: "Miles Beyond", de John McLaughlin

Melhor Álbum de Jazz Vocal: "Dreams and Daggers", de Cécile McLorin Salvant

Melhor Álbum de Jazz Instrumental: "Rebirth", de Billy Childs

Melhor Álbum de um Grupo de Jazz: "Bringin' It", de Christian McBride Big Band

Melhor Álbum de Jazz Latino: "Jazz Tango", de Pablo Ziegler Trio

Melhor Música/Perfomance Gospel: "Never Have to Be Alone", de CeCe Winans

Melhor Performance de Música Cristã Contemporânea/Canção: "What a Beautiful Name", de Hillsong Worship

Melhor Álbum Gospel: "Let Them Fall in Love", de CeCe Winans

Melhor Álbum de Música Cristã Contemporânea: "Chain Breaker", de Zach Williams

Melhor Álbum de Gospel de Raiz: "Sing It Now: Songs of Faith & Hope", de Reba McEntire

Melhor Álbum de Pop Latino: "El Dorado", de Shakira

Melhor Álbum Latino de Rock, Urbano ou Alternativo: "Residente", de Residente

Melhor Álbum Regional Mexicano ou Tejano: "Arriero Somos Versiones Acústicas", de Aida Cuevas

Melhor Álbum Tradicional de Música Tropical Latina: "Salsa Big Band", de Rubén Blades com Roberto Delgado e Orquesta

Melhor Performance de Música de Raiz Americana: "Killer Diller Blues", de Alabama Shakes

Melhor Canção de Raiz Americana: "If We Were Vampires", de Jason Isbell and the 400 Unit

Melhor Álbum de Americana: "The Nashville Sound", de Jason Isbell and the 400 Unit

Melhor Álbum de Bluegrass: empate entre "Laws of Gravity", de The Infamous Stringdusters, e "All the Rage - In Concert Volume One", de Rhonda Vincent and the Rage

Melhor Álbum de Blues Tradicional: "Blue & Lonesome", de The Rolling Stones

Melhor Álbum de Blues Contemporâneo: "TajMo", de Taj Mahal e Keb' Mo'

Melhor Álbum de Folk: "Mental Illness", de Aimee Mann

Melhor Álbum de Música Regional: "Kalenda", de Lost Bayou Ramblers

Melhor Álbum de Reggae: "Stony Hill", de Damian "Jr. Gong" Marley

Melhor Álbum de World Music: "Shaka Zulu Revisited: 30th Anniversary Celebration", de Ladysmith Black Mambazo

Melhor Álbum Infantil: "Feel What U Feel", de Lisa Loeb

Melhor Álbum Falado: "The Princess Diarist", de Carrie Fisher

Melhor Álbum de Teatro Musical: "Dear Evan Hansen", de Ben Platt (solista) e outros

Melhor Compilação de Trilha Sonora para Mídia Visual: "La La Land", vários artistas

Melhor Trilha Sonora Original para Mídia Visual: "La La Land", de Justin Hurwitz

Melhor Canção Composta para Mídia Visual: "How Far I'll Go", de Lin-Manuel Miranda

Melhor Composição Instrumental: "Three Revolutions", de Arturo O'Farrill e Chucho Valdés

Melhor Arranjo Instrumental: "Escapades for Alto Saxophone and Orchestra From 'Catch Me If You Can'", de John Williams

Melhor Arranjo Instrumental com Acompanhamento de Voz: "Putin", de Randy Newman

Melhor Pacote de Gravação: empate entre "Pure Comedy (Deluxe Edition)", de Father John Misty, e "El Orisha de la Rosa", de Magín Díaz

Melhor Disco em Edição Especial Limitada: "The Voyager Golden Record: 40th Anniversary Edition", vários artistas

Melhor Encarte: "Live at the Whisky A Go Go: The Complete Recordings", de Otis Redding

Melhor Álbum Histórico: "Leonard Bernstein - The Composer", de Leonard Bernstein

Melhor Engenharia de Som de Álbum Não-clássico: "24K Magic", de Bruno Mars

Produtor do Ano, Não-clássico: Greg Kurstin

Gravação Remixada, Não Clássica: "You Move (Latroit Remix)", de Depeche Mode

Melhor Álbum em Surround Sound: "Early Americans", de Jane Ira Bloom

Melhor Engenharia de Som de Álbum Clássico: "Shostakovich: Symphony No. 5; Barber: Adagio", de Manfred Honeck e Orquestra Sinfônica de Pittsburgh

Produtor do Ano, Clássico: David Frost

Melhor Performance Orquestral: "Shostakovich: Symphony No. 5; Barber: Adagio", de Manfred Honeck e Orquestra Sinfônica de Pittsburgh

Melhor Clipe: "HUMBLE.", de Kendrick Lamar

Melhor Gravação de Ópera: "Berg: Wozzeck", da Orquestra Sinfônica de Houston, Shepherd School of Music, Universidade de Rice e coral infantil de ópera de Houston

Melhor Performance de Coral: "Bryars: The Fifth Century", de PRISM Quartet and The Crossing

Melhor Performance de Grupo de Câmara/Pequeno Ensemble: "Death & the Maiden", de Patricia Kopatchinskaja e Orquestra de Câmara de Saint Paul

Melhor Solo Instrumental Clássico: "Transcendental", de Daniil Trifonov

Melhor Performance Clássica Solo: "Crazy Girl Crazy", de Barbara Hannigan (Orquestra de Ludwig)

Melhor Compêndio de Música Clássica: "Higdon: All Things Majestic, Viola Concerto & Oboe Concerto", de Giancarlo Guerrero (regente) e Tim Handley (produtor)

Melhor Composição Clássica Contemporânea: "Viola Concerto", de Jennifer Higdon (compositora); Roberto Díaz, Giancarlo Guerrero e Orquestra Sinfônica de Nashville

Melhor Vídeo Musical Longo: "The Defiant Ones", vários artistas

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.